Vale recebe segunda locomotiva elétrica para operações com mais sustentabilidade na mineração

O setor da mineração está cada vez mais em busca de alternativas mais sustentáveis para as operações e o início da exploração mineral na mina do Terminal de Ponta da Madeira com a locomotiva elétrica da Vale simboliza um grande passo nessa iniciativa

A gigante no ramo da mineração, a Vale possui nessa terça-feira, (03/05), sua segunda locomotiva 100% elétrica já em operação na mina do Terminal de Ponta da Madeira.

A operação da empresa fica localizada na região de São Luís, no Maranhão, e agora conta com muito mais sustentabilidade e compromisso ambiental, uma vez que a locomotiva reduz a emissão de gases poluentes no transporte e escoamento de cargas.

Mina do Terminal de Ponta da Madeira, em São Luís, recebe a segunda locomotiva 100% elétrica da Vale para reduzir as emissões de carbono na mineração

No fim deste mês de abril a companhia Vale recebeu enfim a sua segunda locomotiva que funciona 100% a base de energia elétrica para tornar as suas operações ainda mais sustentáveis.

A estrutura beneficiada com o equipamento é a mina do Terminal de Ponta da Madeira, que agora poderá aproveitar todos os benefícios que esse equipamento trará para o escoamento e o transporte da produção realizada pela companhia no local.

A locomotiva da Vale foi fabricada na China pela CRRC Zhuzhou Locomotive (CRRC ZELC), e conta com baterias feitas de lítio que têm capacidade de armazenamento de 1000 kWh, com autonomia para operar até 10 horas sem paradas para recarregamento.

Essa é uma das mais modernas tecnologias para o abastecimento de uma locomotiva da mineração, visando uma drástica redução na emissão de gases poluentes na atmosfera. Dessa forma, a Vale busca diversificar ainda mais a sua frota com a aquisição da locomotiva da CRRC nesta semana.

Os segmentos da mina e da ferrovia da Vale correspondem a ¼ da emissão de carbono total pela empresa e, com essa nova aquisição para o Terminal de Ponta da Madeira, a empresa terá os recursos necessários para mudar isso.

Assim, a locomotiva poderá circular livremente pelas estruturas da empresa sem se preocupar com os impactos ambientais causados pelo abastecimento do equipamento. E, agora, a Vale pretende continuar com seus investimentos na atração de novas alternativas mais sustentáveis dentro da sua produção no ramo da mineração.

Aquisição da locomotiva movida à energia elétrica faz parte do plano da mineradora para descarbonizar as suas operações dentro do ramo da mineração no Brasil

Ao longo dos últimos anos, a Vale vem se mostrado cada vez mais integrada na sustentabilidade mineral e, durante o ano de 2019, a companhia anunciou a meta de zerar suas emissões líquidas de escopos 1 e 2 até 2050.

Dessa forma, a empresa está investindo entre US$ 4 bilhões e US$ 6 bilhões em diversos projetos e iniciativas que contribuam para esse plano.

Com isso, a aquisição da locomotiva elétrica é mais um passo dado pela empresa dentro da sua iniciativa de descarbonização.