Vale multada em R$ 2 milhões por crime ambiental

Publicado em 16 de abril de 2012

 

 

Bomba!

A Salobo Metais S.A, empresa da Vale que implanta o Projeto Salobo no município de Marabá, foi multada em R$ 2 milhões por agentes do  Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que realizavam conferência dos estoques de madeira situadas no interior da Flona Tapirapé-Aquiri (Mosaico de UCs de Carajás) oriundas de supressões vegetais autorizadas no interior da UC,

Diversas irregularidades foram identificadas, entre algumas – repasse de créditos  a outras empresas, como se a madeira tivesse sido vendida,quando, na realidade, a maior parte da madeira ainda se encontra na área da VALE, sendo que aproximadamente 80%  encontra-se estragada.

Esse fato é gravíssimo, pois abre espaço para uma prática conhecida como “Esquentar Madeira” que consiste em utilizar créditos de uma área de supressão autorizada para “cobrir” madeira explorada ilegalmente.

A história será contada tintim por tintim amanhã, aqui no blog.

É tema para repercussão internacional.