Vale esclarece sobre ações preventivas em relação ao coronavírus no Pará

Publicado em 4 de abril de 2020

Assessoria de Comunicação, através da jornalista Tami Kondo, enviou nota em resposta ao post “Trabalhador da Vale  está em isolamento suspeito da Covid-19. Atividade de mineração pode fortalecer circulação do coronavírus”.

Abaixo:

 

A Vale vem tomando todas as medidas necessárias para apoiar a prevenção do coronavírus (Covid-19) em seus locais de trabalho e nas localidades onde está presente.

A empresa tem focado em reduzir a presença de efetivo para as atividades não essenciais nas suas unidades.

Nas portarias, há restrição de acesso e foi implementada medida preventiva com um sistema de triagem.

Todas as pessoas que precisarem acessar as unidades deverão, obrigatoriamente, passar pela avaliação das equipes de Segurança Empresarial e de Saúde, que atua para identificar sintomas, por meio de um questionário e de aferição da temperatura corporal.

Se for identificado algum caso suspeito, a pessoa recebe orientação de saúde e encaminhamentos, evitando contato com os demais trabalhadores.

Além do trabalho remoto adotado desde o último dia 16 de março para empregados próprios e terceirizados cujas funções são elegíveis a home office e para empregados dos grupos de risco, conforme orientação do Ministério da Saúde, a empresa colocou em prática uma série de ações para evitar aglomeração, como redução da quantidade de pessoas nas portarias, nos ônibus e nos restaurantes.

A Vale também aumentou a frota de ônibus para reduzir a lotação e viabilizar o espaçamento adequado entre as pessoas.

Os veículos circulam, sempre que possível, com as janelas e/ou alçapões abertos, viabilizando a circulação de ar.

Diariamente os veículos recebem reforço na limpeza diária, com desinfetantes e maior fiscalização sobre a higienização.

Nos restaurantes, a Vale está priorizando o uso de marmitas e adotou ainda medidas para aumentar o distanciamento social, com marcação de mesas para orientar a ocupação, além de reforço de limpeza.

Nas operações, há medidas voltadas ao uso e higienização de ferramentas e equipamentos de proteção individual (EPIs) utilizados pelas equipes. Esses protocolos de limpeza e desinfecção seguem recomendações técnicas.

Com a substituição do trabalho presencial pelo home office, diversos prédios administrativos foram fechados, reduzindo ambientes de aglomeração e facilitando o deslocamento de equipes de limpeza.

A Vale mantém constante contato com as empresas fornecedoras para reforçar as orientações de prevenção e garantir a segurança de todos.

A empresa também anunciou uma série de medidas de suporte para seus fornecedores durante a crise provocada pela epidemia do coronavírus.

A estimativa é que a empresa injete cerca de R$ 160 milhões na economia nos próximos dias somente com a antecipação de pagamentos para pequenas e médias empresas.

A empresa está atuando em conformidade com os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pelas autoridades e agências de cada um dos países em que opera e está monitorando o desenvolvimento da situação.

A empresa reafirma seu comprometimento com a segurança de seus empregados e das comunidades onde atua.