Hiroshi Bogéa On line

Umas & Outras

Correndo liso
Nem tudo é escândalo, no Pará.
Para quem andava coberto de poeira e embalado por solavancos antes de trombar em algum obstáculo na estrada de chão, deliciosamente gostoso sentir o deslizar pela Pa-279. O asfalto passa um sentimento de algo novo no ar. E no horizonte.

———-

Violência
São 11h05. Aqui por Conceição corre informação de que bandidos teriam matado um motorista de ônibus que fazia o trecho Jacundá-Goianésia, numa abordagem de assalto. Verdadeira a notícia, é a primeira vez que ocorre morte de motorista em assaltos na Pa-150.

———-
Sem remédio
Por mais esforço que o prefeito de Conceição do Araguaia faça para melhorar o grau de satisfação da comunidade em relação a administração municipal, não pega. Não progride.
O Álvaro Xavier está mal. Parece mal sem cura.

———–
Perfil urbano
Atuando como consultor do prefeito de Água Azul do Norte, o engenheiro Dário Veloso, filho do ex-prefeito de Marabá, Geraldo Veloso, tem oferecido boas idéias ao administrador. Pelo menos o desenho urbano traçado para a cidade segue uma lógica de quem entende do traçado. Só falta agora aparecer grana para a execução de obras e serviços capazes de conter os impactos sociais aguardados pelo advento dos mega projetos da CVRD na região.

———–
O cara. De novo
O nome dele está correndo assim meio fora da raia, mas que já esteve bem mais longe. Como os motoristas de táxi são informantes confiáveis das cidades, é um deles que afirma: Wagner Fontes voltou a empolgar setores de Redenção. Pode se credenciar a disputar a eleição de 2008.

Porralouca? Desmiolado? Esperto demais? Fora de compasso?

Tudo se diz dele. Só não se pode esquecer do poder de reação sempre demonstrado pelo rapaz ao longo de sua carreira política.

Particularmente, Redenção não merece tanto.

Post de 

4 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    24 de novembro de 2007 - 15:18 - 15:18
    Reply

    Juva, somente quase 24 horas depois de postado é que respondo ao seu comentário. Rico de informações. Pena nao poder isá-las na ribalta em razão do público paraense, neste momento, já ter tomado conhecimento em detalhes do episódio narrado por você.
    Valeu amigão.

    E imagine: estou correndo por essas estradas infestadas de bandidos. É uma tensão terrível, parceiro, dirigir nessas circunstâncias. Em cada curva ou subida de ladeira esperamos deparar com barreiras criadas pelos piratas de estradas.
    Mas, andar com fé eu vou. A fé não costuma faiár….

  2. Juvencio de Arruda

    23 de novembro de 2007 - 20:19 - 20:19
    Reply

    Hiro, acaba de sair no Portal ORM.

    Três pessoas morreram em um acidente com um ônibus na rodovia PA-150. O acidente ocorreu nesta sexta-feira (23) a cerca de 20 quilômetros de Goianésia do Pará, sudeste do Estado, quando o ônibus vinha de Parauapebas para Belém. De acordo com a polícia de Goianésia, houve uma tentativa de assalto e o motorista teria sido baleado na cabeça.

    Já ferido, o homem perdeu o controle do veículo, que caiu de uma ponte. Na queda, três pessoas morreram, entre elas um engenheiro civil e uma criança de três anos. Eles foram identificados como Daniel Moutinho de Moura, 28 anos, Augusta dos Santos, 37 anos, e Elisa Tasca da Silva, de apenas três anos.

    Outras 11 pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Regional de Tucuruí. De acordo com o hospital, três pessoas já foram liberadas e oito permanecem internadas no local. O caso mais grave é o de uma mulher ainda não identificada, que ficou ferida na queda do ônibus. Ela é branca, tem aproximadamente 1.67 metros e aparenta ter entre 25 a 30 anos.

    O motorista do ônibus, João Luiz Alves Benjamin, também está internado em estado grave. Ele, que foi ferido na cabeça, passa por cirurgia nesta tarde e os médicos ainda não sabem como ele reagiu ao procedimento.

    Por conta do acidente, passageiros de outros ônibus que passavam pelo mesmo local do acidente, fecharam a PA-150 em protesto contra a falta de segurança. O bloqueio causou um congestionamento de cerca de 10 quilômetros. Os caminhoneiros também reclamaram das condições da estrada. De acordo com eles, as cabeceiras de pontes facilitam os assaltos.

    A polícia de Goianésia já teria identificado dois integrantes da quadrilha, que age na área.

  3. Anonymous

    23 de novembro de 2007 - 19:19 - 19:19
    Reply

    O Dário Hiroshi sempre foi um cara competente. Pena ele nao dar sequencia aos trabalhos que realiza, se prejudicando com a própria instabilidade emocional. É um profissional preparado para atuar em qualuqer área política.

  4. Anonymous

    23 de novembro de 2007 - 18:21 - 18:21
    Reply

    Meu deus, Wagner Fontes outra vez, n�o � poss�vel acreditar nissso, caro Hiroshi Bogea. O povo de meu munic�pio, como voc bem o diz, n�o merece tanto.
    Sandoval Siqueira
    Brasilia

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *