Uma coisa é uma coisa…

Redenção deu o primeiro esturro, fechando a Pa-150. Dia 6 de outubro, será a vez de Marabá mostrar a sua cara, contaminando o restante da região a seguir o exemplo.
Os movimentos civis de protesto contra a violência são sinais claros de que a população do Sul do Pará não suporta mais esperar pelas promessas de que brevemente o governo terá recursos para atender as demandas.
Recomenda-se aos assessores graduados do Palácio dos Despachos ficar atento a essa movimentação, e que não apareça nenhum engraçadinho tentando vincular os protestos a onda separatista que domina a região.