Hiroshi Bogéa On line

Último dos Moicanos

As mudanças no Sebrae do Pará, por enquanto, só podem ser observadas em Belém. Aqui pelo Sul e Sudeste, as mesmas caras & bocas norteiam a entidade sob um processo de letargia irritante. Hildegardo Nunes bem que poderia dar uma sacudida nos escritórios regionais até para tornar o Sebrae mais eficiente em seu objetivo fim. Tem gente no comando fazendo mais de década de aniversário.
Oxente!

Post de 

4 Comentários

  1. hiroshi

    28 de março de 2007 - 15:26 - 15:26
    Reply

    Sei disso, Ernesto e Cláudio. Todo dia, isso já se passam dois anos, recebo reclamações de pessoas desalentadas com a omissão do Sebrae na região. Ainda resta esperança, afinal o Hildegardo é uma figura de visão e conhece muito a área. Acho que ele ainda vai sacudir o órgao aqui.

  2. Ernesto

    28 de março de 2007 - 12:32 - 12:32
    Reply

    CARO HIROSHI, VC SABIA QUE DURANTE A EXISTENCIA DO SEBRAE EM MARABÁ,NUNCA FOI APROVADO UM PROJETO DE TURISMO COM A PARTICIPAÇÃO DO MESMO, E OLHA QUE O MUNICIPIO TEM O SELO DO MINISTERIO DE TURISMO.
    ACHO QUE TEMOS QUE TER PROFISIONAIS
    COM CONHECIMENTO DO POTENCIAL DA REGIÃO.
    CLAUDIO PINHEIRO E ERNESTO COIMBRA.

  3. Anonymous

    27 de março de 2007 - 15:01 - 15:01
    Reply

    Queria tanto conseguir alguma coisa com o Sebrae e nuna consigo. As pessoas que aqui trabalham no orgao sao desatenciosas. Parece que estão ali fazendo favor.
    Wilson Mattos Silva

  4. Anonymous

    27 de março de 2007 - 12:55 - 12:55
    Reply

    Você tem razão, Hiroshi. Aqui no Pebas as mesmas casas gerenciam o órgão e nao apresentam nada de novo que provoque nos pequenos empreendedores motivação para ampliar seus negócios.
    Raimunda Shirley
    Comerciante

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *