Último dos Moicanos

Publicado em 27 de março de 2007

As mudanças no Sebrae do Pará, por enquanto, só podem ser observadas em Belém. Aqui pelo Sul e Sudeste, as mesmas caras & bocas norteiam a entidade sob um processo de letargia irritante. Hildegardo Nunes bem que poderia dar uma sacudida nos escritórios regionais até para tornar o Sebrae mais eficiente em seu objetivo fim. Tem gente no comando fazendo mais de década de aniversário.
Oxente!