TSE diz “não” a pedido do PSDB para auditar eleições

Publicado em 5 de novembro de 2014

O pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seguiu o voto do presidente, ministro Dias Toffoli, e negou, ontem, 4, pedido do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), que solicitou àquela corte a criação de uma comissão a fim de auditar o resultado das eleições presidenciais.

Em seu voto, Toffoli argumentou que o partido não apresentou indícios de fraude e limitou-se a relatar a descrença de algumas pessoas no resultado da votação.

Além disso, ainda segundo o voto de Dias Toffoli, o pedido foi formulado por um delegado do partido, pessoa sem legitimidade perante o TSE. Mesmo assim, o tribunal autorizou o partido a ter acesso aos arquivos eletrônicos e demais documentos referentes à totalização dos votos.