Hiroshi Bogéa On line

Troca de comandos da PM visa reduzir violência no Estado

Apesar da redução no número de crimes violentos apresentada pelo próprio governo, um relatório divulgado no final do ano passado com base nos homicídios registrados nas delegacias de Polícia Civil, revelou que cidades como Altamira, Marabá, Parauapebas, Itaituba e Redenção, no interior do estado, registraram mais homicídios, entre janeiro e novembro de 2019, que cidades como Marituba, na Grande Belém, por exemplo.

Em Parauapebas, na região sudeste do Pará, a Polícia Civil chegou a montar uma força tarefa no início do ano após uma série de homicídios. Pelo menos seis pessoas foram assassinadas e a suspeita é de que as mortes tenham relação com o crime organizado.

As trocas de comando, segundo o comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior, fazem parte da rotina da polícia. “Quando passamos em várias unidades operacionais e em funções administrativas, adquirimos experiência para decidirmos a melhor forma de combater a criminalidade”.

O secretário de Segurança Pública, Ualame Machado, no entanto, admitiu que, com as mudanças, o objetivo é reduzir a criminalidade no interior do estado, a exemplo do que, segundo ele, já vem ocorrendo na Grande Belém.

“Esperamos que com essa nova oxigenação possamos reduzir muito a criminalidade no interior do Estado e manter o que estamos fazendo na Região Metropolitana de Belém. Cada um dos que estão assumindo hoje as novas funções está incumbido deste objetivo”.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *