Hiroshi Bogéa On line

Triste Pará

“A família Novelino chegou a solicitar um carro do Corpo de Bombeiros para os funerais dos irmãos Ubiraci e Uraquitan, enterrados na última quinta-feira, no cemitério Recanto da Saudade. O pedido foi negado com a justificativa do comando da corporação de que esse tipo de veículo só pode ser cedido para honrarias militares e de Estado”.

Também no Repórter Diário.
Pode ter sido excesso de emoção pela perda dos filhos ou sentimento de auto-suficiência. Só faltou pedir guarda de honra e uma salva de 21 tiros de canhão.

Quem quiser ler as duas notas acima da edição do Diário do Pará, deste sábado (12), clique aqui.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *