Tripulias de Abílio

Publicado em 27 de junho de 2007

No Sul do Pará, cabeleiras, cabeludas & encaracoladas histórias são contadas do ex-secretário Pedro Abílio à frente da Setran. Uma das mais engraçadas é que ele como responsável pela gestão do Transporte estadual jamais percorreu as rodovias da região. Se esteve em Marabá, Parauapebas e Redenção, mais de uma vez, em oito anos de governos, bateu recorde. As outras, nem tão engraçadas quanto, dão conta de tramas arquitetadas por ele junto aos donos de construtoras de Belém que davam água na boca até dos menos ambiciosos.
Ao ler no Diário do Pará condenação imposta pelo Tribunal de Contas do Estado para Pedro Abílio devolver R$ 1,5 milhão aos cofres públicos, este poster lembrou frase de pequeno empresário da área de construção, residente em Parauapebas, dita em julho do ano passado, sobre o futuro do ex-comandante da Setran:

– Tudo o que ele ganhou, vai vomitar por efeito colateral.


Grande parte dos pequenos donos de construtoras de Marabá, Parauapebas, Redenção e Tucuruí quebraram durante a gestão de Pedro Abílio.