Hiroshi Bogéa On line

Tribo dos motosserras

Madeireiros e destruidores em geral das florestas brasileiras devem estar comemorado o a aprovação, ontem, de uma proposta da presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu (DEM_TO), aquela mesma defensora de intervenção no Estado do Pará, para discutir em audiência pública a definição do conceito de Áreas de Preservação Permanente (APPs) e as implicações da legislação ambiental sobre o agronegócio.

Em outras palavras, a ultraconservadora política o Estado do Tocantins quer disponibilizar mais áreas ao agronegócio, extraindo-as exatamente das atuais reservas de preservação.

Audiência pública foi marcada para o dia 29 de abril.

Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    21 de abril de 2009 - 11:26 - 11:26
    Reply

    Estao brigando por interesses outros que nao os da regiao. Deve ser investimentos em outros estados.

  2. Anonymous

    18 de abril de 2009 - 02:06 - 2:06
    Reply

    eih o Pará é bom de político, é preciso q venha alguem de outro estado para poder brigar por interesses do nosso estado. Cadê os Salame, as Bernadete, só?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *