Torrando dinheiro público

Publicado em 11 de maio de 2013

 

 

No Quaradouro, do Ademir:

 

 

Dias 14 e 15, os nobres parlamentares estaduais vão gastar uma nota preta em casa de eventos em Marabá com a realização de sessão itinerante para lembrar à sociedade local que 2013 definitivamente não existe, restando apenas a enorme tertúlia política marcada para outubro do ano que ainda vem.
E não adiante questionar, diante de tanta pompa e circunstância, que a situação pré-falimentar do estado até poderia economizar alguns trocados se nosso douto parlamento ocupasse nesses dias o prédio da Câmara: a corte jamais calçou e sequer sabem qual serventia poderiam ter as sandálias da humildade.
Na pauta da jornada, segundo a Acim, um remake de problemas como universidade, hidrovia, qualificação profissional e outros males que seguramente permanecerão crônicos porque vão continuar faltando ânimo e envergadura política para enfrenta-los.
———-
NB:  Pior, lembre-se, é que em Marabá  existem pessoas e entidades  avalizadoras dessa putaria.
De parte do blog, uma nota sequer alimentará tal palanque de sem-vergonhice, armado para gerar    proselitismo partidário da pior qualidade.