TJE partirá para intimidar o prefeito de Marabá

Publicado em 20 de fevereiro de 2014

 

Informaram agora há pouco ao poster que um desembargador do Tribunal de Justiça do Estado entrará com ação contra o prefeito de Marabá, João Salame, em razão  das denúncias contidas numa gravação feita junto ao ex-prefeito de Marituba, Antonio Armando, denunciando suposta compra de votos no tribunal, para a absolvição de prefeitos.

Ou seja, a velha tática de , primeiro, intimidar; depois, intimidar, outra vez, para desviarem do que realmente interessa: a investigação das denúncias.

O rumo das investigações, o povo está careca de saber, tomará àquele caminho que menos interessa à opinião pública – e muito mais aos próprios membros do tribunal.

Partir para intimidar o prefeito que teve a coragem de trazer à lume o que o povo, também, está careca de saber: o modus operandi das absolvições já famosas, entre elas, a do ex-prefeito de Belém, Duciomar Costa, entre muitas – vale mais do que esclarecer as denúncias do ex-prefeito de Marituba -, que também deve ser alvo de ação.

O blog está checando o nome do desembargador autor da ação, para divulga-lo, nas próximas horas.