Tirando o time de campo

Publicado em 2 de dezembro de 2011

Combativo jornalista de Santarém,  editor d´ O Estado do Tapajós On Line,  Miguel de Oliveira deixou a Campanha do Sim, anunciando publicamente sua saída no perfil do twitter:

 

Não concordo com tudo que é apresentado pela turma do Não. Mas bastou uma vírgula mal escrita por Duda para eu deixar a campanha do Sim.

Minha participação na campanha do Sim era voluntária. Sempre disse aqui que não aceitava terceiro turno e muito menos discussão de governo.

Continuo votando e pedindo voto para o Sim porque creio que o Pará inteiro é ingovernável. E é legitima nossa aspiracão por autonomia.

Sempre atuei limpo, defendendo ideias. Mentiras da turma do Não precisam ser rebatidas com a verdade, apenas. Problemas do Pará sao seculares

Deixo claro que voto e peço votos para o Sim independente do marketing da campanha. Acho que Duda erra ao culpar quem não tem culpa.

E para encerrar: todos os governadores que tivemos até hoje são responsáveis em maior ou menor grau pela pobreza do povo paraense.