Hiroshi Bogéa On line

Time-fracasso

Além de ser ridículo, esse lance anunciado de carreata, em carro do corpo de bombeiro, pelas ruas de Marabá, do time do Águia, em “comemoração”  ao vice-campeonato paraense, tem pitada comediante à  la Sucupira.

Desde o início do campeonato o poster tem afirmado que o Águia não pode mais se contentar com vice.

Está consolidando imagem de time-fracasso, que morre sempre na praia.

E não cabe desculpas.

O Paysandu jogou melhor, ditou o jogo, merecendo o título.

Post de 

19 Comentários

  1. Anonymous

    12 de junho de 2010 - 14:40 - 14:40
    Reply

    Anônimo da 15h52 (Ildo), vc disse tudo, mano. Tudoooo!!!… Obrigado!!!

  2. Anonymous

    11 de junho de 2010 - 23:24 - 23:24
    Reply

    Hiroshy,
    O que aconteceu é que o Paysandu, jogou melhor e foi muito objetivo. Estive no Mangueirão, quase lotado, e percebi, que alguns jogadores do Aguia, estavam tremendo, ex. o Jogador Daniel. Talvez, os jogadores, sentiram a pressão da torcida do Paysandu, aliada a experiência do time da capital, em decisões.
    João Costa.

  3. Anonymous

    9 de junho de 2010 - 18:52 - 18:52
    Reply

    Pena que esse blog do Hiroshi passou a ser um blog de interesse politicos.
    Como pensam pequenos os que manifestão-se contra. Como bem disse o Dr. Plinio, o Aguia chegou muito longe já pelo pouco tempo que tem. Querer o titulo, quem de marabá não queria? Mas como o Odsnamite falou o Aguia faz muito pelo pouco que tem. Mas brasileiro é assim, e "filho de marabá" tbm, que faz de conta que torce, mas na verdade azara e inveja muito mais. Reconhecer é uma grande virtude, vamos aplaudir o nosso time, e continuar junto rumo a série B!

    Ildo Pereira – Novo Horizonte – Nao sou de Marabá, mas pelo tempo ja me considero.
    desculpem os erros de portugues, mas axo q da pra entenderem.
    Abs Hiroshi! vamos junto, rumo a serie B.

  4. Anonymous

    8 de junho de 2010 - 17:05 - 17:05
    Reply

    Ô Odamitse,eu disse o Águia só chutou a 1" bola no gol,no 2" tempo,aos 25 min. Repito,no 2" T,portugues é uma lingua dificil,mas se voce ler devagar,às vezes entende o que está escrito. Thanks.

  5. Anonymous

    8 de junho de 2010 - 12:38 - 12:38
    Reply

    Está claro para todos que entendem um pouco de futebol, que o Galvão já chegou ao seu extremo como treinador, aliás, que extremo…Mas, o poder dele sobre o Ferreirinha ( o outro sócio do Águia), que garanto que ele só não continua se não quiser, à frente da comissão técnica, afinal, o Águia como Clube não existe. É só um time. Os demais ,membros da diretoria apenas emprestam seus nomes, decisão mesmo e o que é arrecadado só passam pelas mãos dos dois. Assim, pensar alto, como???

  6. Odamitse

    8 de junho de 2010 - 11:47 - 11:47
    Reply

    Ô das 08:47, você não assistiu o jogo não? Vem dizer que o Águia só chutou no segundo tempo? E a bola no travessão quando o jogo ainda estava 0 a 0?

    Começamos bem mas não conseguimos manter o ritmo. Estavamos sem banco de reservas, sem treinador, sem lateral esquerdo e com dois atacantes no sacrifício. Reclamar agora é fácil. Enxergar as dificuldades e coloca-las na balança é pra poucos.

    O Águia tá fazendo é muito pela pouca estrutura, pouca torcida (que apesar de pequena não cabe mais no Zinho) que tem. Além disso ainda conta com os muitos incomodados com a sua ascenção.

    Fico pensando na Série C, se subir vamos jogar onde?

    Parabéns meu Águia!

  7. Anonymous

    8 de junho de 2010 - 03:12 - 3:12
    Reply

    Faltou troféu e sobrou politico. Tinha politico de todo naipe, todos dizendo ter contribuído para o crescimento do futebol do interior.E povinho falso…

  8. Quaradouro

    8 de junho de 2010 - 01:40 - 1:40
    Reply

    Ô das 15:25:
    O choro é do Carles,. não meu. Sobre a tática do "quem não chora, não mama", prefiro fazer isso com as mais amadas. Tudo inocentemente, claro.

  9. Hiroshi Bogéa

    8 de junho de 2010 - 00:25 - 0:25
    Reply

    Caro Jorge: Por isso estamos aqui brigando pela construção do Estádio Olímpico. Sem ele, o Águia jamais alçará voos mais altos. Abs

  10. Na Ilharga

    8 de junho de 2010 - 00:11 - 0:11
    Reply

    Caro Hiroshi,
    O Águia necessita urgentemente de um estádio com capacidade mínima para 15 mil torcedores. Patrocinadores e colaboradores são importantíssimos, mas as receitas dos jogos representam dinheiro vivo que garante o pagamento das despesas do cotidiano do clube.
    Só a cota recebida pelo Paissandu ontem, mesmo já descontada a parte bloqueada pela justiça trabalhista, assim como deduzidas as despesas do jogo, foi o dobro da renda bruta do primeiro jogo ocorrido em Marabá.

  11. Anonymous

    7 de junho de 2010 - 23:43 - 23:43
    Reply

    Falo minhas as palavras do dr. Plínio. Que time marabaense já chegou tão longe assim???????????????????????????????????????

    José Coruja da Silva
    coruja20@hotmail.com

  12. Plínio Pinheiro Neto

    7 de junho de 2010 - 22:52 - 22:52
    Reply

    Caro Hiroshi.

    Devemos parabenizar a diretoria do Aguia e os jogadores pela boa e sadia projeção que vem dando ao nome de Marabá.O título teria sido ótimo, mas o destaque sobre outros times mais vividos do futebol paraense, também é gratificante.Agora é pensar alto e grande.Dizer como um famoso orador paraibano, Alcides Carneiro, nascido na pequena cidade de Princesa: "Eu sou pequeno mas só fito os Andes".Creio que a contribuição do amigo João Galvão ao Aguia já atingiu o ponto máximo em que poderia chegar.Gostaria de ver esse mesmo time do Aguia, nas mãos do Givanildo Oliveira na série C.
    Um abraço do

    Plinio Pinheiro Neto

  13. Anonymous

    7 de junho de 2010 - 18:49 - 18:49
    Reply

    Samuel Lopes e Wando até hoje não entraram em campo, jogaram "à meia-boca" (machucados), primeiro erro. o Águia muito cedo começou a jogar defensivamente. Então, foi fatal. Se o ataque não recebia a bola, e portanto não poderia segura-la no campo da defesa adversaria era de esperar o que aconteceu, estourou em cima da defesa.O que o Pay teve (banco) o Águia não tinha.Em 07.06.10, Marabá-PA.

  14. Anonymous

    7 de junho de 2010 - 18:25 - 18:25
    Reply

    Inocente Quaradouro,o choro do Charles é apenas para ter polpudo reajuste salarial,nada mais…ele fica no Paysandú para a serie C. Quanta inocencia…

  15. Anonymous

    7 de junho de 2010 - 16:43 - 16:43
    Reply

    O time saiu de marabá focando o vice campeonato. Prova disso é que muitos dias antes da partida final foi programado uma festa para comemorar esse feito.

    Na verdade a festa deveria ter sido pra comemorar o título, e não o segundo lugar. Não importa se não ganhassse, mas deveria ter anunciado a festa para comemorar o campeonato. Os caras saíram daqui já como vice campeões.

    Dá nisso pensar pequeno.

    E realmente as mexidas foram um desastre. Bastava manter a mesma formação. Vi o Milto Ferraz dando trabalho ao adversário no primeiro tempo. No segundo tempo ele recuou, a mando, creio, do técnico.

  16. Quaradouro

    7 de junho de 2010 - 15:27 - 15:27
    Reply

    Outra, Baixim:
    O técnico do PSC, Charles Guerreiro, soltou o bicho e suas mágoas hoje de manhã no "Bom Dia Pará". Disse, inclusive, que seu cargo está à disposição e que a sacanagem com ele foi tanta que até lhe negaram pagamento salarial.
    Não interessaria ao Águia a contratação dele? Ou vai continuar faltando audácia à direção do clube?

  17. Quaradouro

    7 de junho de 2010 - 15:23 - 15:23
    Reply

    Baixim:
    A indagação que não quer calar é a seguinte:
    O GALVÃO CONTINUA MANDANDO NO ÁGUIA?

  18. Anonymous

    7 de junho de 2010 - 13:30 - 13:30
    Reply

    Não é bem assim, parceiro 08:47. Estou com o Hiroshy e suas considerações. Festejar o que?, o Paysandu podia até ter goleado e o nosso ilustre "treinador Galvão" dando "cabeçadas" no time do Águia. Ele perdeu o jogo quando inexplicavelmente tirou o Diego Biro de campo para, imaginem, colocar o meia avançado Tiago Marabá. A mexida errada abriu o meio de campo do Águia e por alí o Paysandu começou a mandar no jogo. Ele tentou consertar a bobagem trocando Wando ( nem devia ter entrado) para a entrada do volante Cleuber, mas já era tarde. Perdemos para treinador. E, ao final do jogo, ao invés de explicar tecnicamente o comportamento de seu time, resolveu nos envergonhar dando chilique, invadindo cabines de imprensa gritando tresloucado " é o título da ladroage", assim mesmo, ladroAGE. Uma vergonha, esse Galvão. Com ele, o Águia será sempre um time sem chegada. Vamos ser sempre, vice. Uma pena.

  19. Anonymous

    7 de junho de 2010 - 11:47 - 11:47
    Reply

    O Águia foi foi vítima de sus incompetencia,o Vando não devia nem ter entrado em campo,foi figura decorativa,Paysandú time grande,cresce na hora certa,o àguia chutou a primeira bola em gol no 2" T,só aos 25 min. quer ser campeão assim ? A euforia incontida aí em Marabá,em parte motivada pela imprensa,esse blog inclusive,achando que vir dentro do Mangueirão ganhar título ,seja obra prá qualquer principiante,o vice tá de bom tamanho. Que sirva de lição.E vão chorar na cama que é lugar quente !!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *