Tião Miranda está sendo acusado de usar dinheiro público para beneficiar empreendimento construído em área de sua propriedade

Publicado em 16 de julho de 2021

As redes sociais estão reproduzindo uma grave denúncia contra o prefeito de Marabá Tião Miranda, acusado de usar dinhero público para beneficiar o empreendimento de um atacadista que está se implantando na cidade.

Segundo a denúncia – grave, muito grave, se confirmada -, o prefeito marabaense realizou obra de “readequação” na BR-230 (Transamazônica), utilizando contrato com uma empreiteira, para viabilizar duas saídas da rodovia, para as Marginais à direita e esquerda,  da mesma BR, exatamente em frente ao empreendimento.

O mais grave da denúncia é a exposição do nome do titular  do imóvel onde será edificada a empresa atacadista, que vem a ser o próprio prefeito, dono da “área nobre da rodovia Transamazônica” – conforme estampa um print extraído das redes sociais do Chefe de Gabinete da Prefeitura de Marabá, Walmor Costa (abaixo), saudando a chegada do Atacadista Assaí.

As chamadas “obras de readequação” , para melhor entendimento,  são duas pequenas pistas que já estão servindo de saída para as avenidas Marginais, tanto para quem segue de Marabá rumo ao Km 6, da mesma Rodovia Transamazônica, quanto para quem  ruma no sentido aeroporto.

Coincidentemente, as duas saídas foram construídas exatamente em frente ao empreendimento do Assaí Atacadista.

Abaixo, uma das denúncias extraídas de uma rede social.