Intimada a depor contra prefeito de Curionópolis, testemunha mente e é presa

Ciruionopolis

De Curionópolis (Beto Rodrigues) – Na manhã desta quinta feira (27), foi realizada, no Fórum de Curionópolis, a audiência de instrução e julgamento marcada pelo Juíz Eleitoral Dr. Danilo Alves Fernandes a fim de ouvir as testemunhas do processo que a coligação derrotada na última eleição “Unidos Pela Democracia e Liberdade”, dos candidatos Adonei Aguiar (PSB) e Manoel Zacarias (PSB) interpôs contra o prefeito Wenderson Chamon.

Na denuncia a coligação alega que no mês de outubro de 2012 Rosana Borges dos Santos (foto acima), moradora da vila Alto Bonito, zona rural do município de Curionópolis, foi procurada em sua residência pelo então candidato a vereador Magno, que segundo a denúncia, teria oferecido uma vaga de emprego em uma escola municipal em troca do voto de Rosana e sua família para ele e para o candidato a prefeito Wenderson Chamon.

Intimada a depor como testemunha das denúncias, Rosana Borges compareceu ao fórum mas no momento do seu depoimento, por cerca de 1 hora, se confundiu várias vezes, entrou em contradição em relação a fatos, datas, nomes e não conseguiu sequer responder as perguntas que lhes eram feitas.

Diante da situação, o juiz concluiu que a testemunha estava mentindo e prestando falso testemunho o que caracteriza crime, de acordo com o artigo 342 do código penal, imediatamente o Juiz Dr. Danilo Alves Fernandes deu voz de prisão em flagrante a Rosana Borges (foto abaixo),  que foi encaminhada a delegacia de policia de Curionópolis onde prestou depoimento e pagou a fiança no valor de um salário mínimo para ser liberada, ela responderá ao processo em liberdade.

Curionopolis