Tesoureiro do BB é sequestrado em Marabá

Publicado em 17 de junho de 2014

 

O Gerente de Serviço  da agência Itacaiúnas,  do Banco do Brasil,  recentemente inaugurada na Rodovia Transamazônica, no Núcleo da Cidade Nova, foi sequestrado na madrugada desta terça-feira, 17, em sua residência, juntamente com a esposa.

Os sequestradores do  bancário  visavam entrar na agência por volta de 8 horas,  para coincidir com o horário de destravamento do caixa forte do banco, eletronicamente projetado para abrir em determinados horários.

Só que o planejamento da operação desconsiderou fator importante: o jogo do Brasil, desta tarde, que alterou o horário de abertura dos bancos, antecipado para às 8h30.

Quando os bandidos chegaram à agência, com expediente aberto antecipadamente, o assalto ao cofre forte foi abortado.

O Gerente de Serviço, embora em poder dos bandidos, conseguiu passar informação aos seus colegas, antes de ser levado para o veículo onde a esposa se encontrava refém.

Neste momento, o casal encontra-se desaparecido, certamente em poder da quadrilha.

Diante da malograda tentativa de assalto, é provável que os bandidos exijam agora algum valor financeiro para a liberação do casal.

Heidiany Katrine Moreno, do sindicato dos bancários do Pará, encontra-se neste momento conversando com autoridades policiais e a direção do banco, tentando  obter informações precisas sobre o sequestro do colega.

O blog está acompanhando o caso de perto, e a qualquer momento, mais informações.

—————

Atualização às 11:25

 

O Gerente de Serviços do Banco do Brasil  e sua esposa foram libertados, e já se encontram em sua residência.

O gerente, em verdade, foi deixado à porta do banco às 8 horas, depois de retirado de sua casa, juntamente com a esposa e dois filhos.

Os bandidos o  orientaram a acompanhar a abertura automática do caixa forte, naquele horário, retirar o dinheiro depositado, e levá-lo até a quadrilha, que estaria aguardando em local que lhe seria designado, por telefone.

Enquanto o gerente entrava no banco, bandidos seguiram com a sua família sentido Itupiranga.

Como o expediente bancário foi antecipado hoje para as 8:30, em virtude do jog0 do Brasil,  o gerente encontrou todos os funcionários trabalhando, naquele horário.

Os bandidos foram comunicados do imprevisto e, por volta de 10 horas, libertaram a esposa e dois filhos da vitima.

A fracassada tentativa de assalto à agência bancária é mais uma que se executa na cidade, seguindo as características do que passaram a denominar  “Sapatinho”, ação criminosa que se fundamenta no sequestro de algum funcionário de agência bancária, seguido da abertura do caixa forte da agência.

A sindicalista Heidiany Katrine Moreno, que acompanhou o caso durante toda a manhã, informou agora ao blog que a família do gerente passará por um período de tratamento psicológico, a ser pago pelo banco.

“Imediatamente, nosso colega entrará num período de 15 dias de descanso, ele e família. Posteriormente, será integrado ao PAVAS (Programa de Apoio à Vítimas de Assalto), que prevê continuidade do tratamento psicológico e transferência dele para outra agência do banco, em outra localidade”, informa a sindicalista, aliviada pelo final sem violência do sequestro.