Hiroshi Bogéa On line

Territórios da Cidadania

O Estado do Pará foi dividido em oito Territórios da Cidadania, novo programa de inclusão social do presidente Lula que será lançado dia 25 de fevereiro, com investimento estimado em 11,3 bilhões para 2008 para a execução de 135 ações de desenvolvimento regional e de garantia de direitos sociais.

Setenta municípios paraenses serao beneficiados com financiamentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), ampliação da assistência técnica; construção de estradas com a ampliação do Programa Luz para Todos; recuperação da infra-estrutura dos assentamentos com a ampliação do Bolsa Família; implantação de Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) com a ampliação dos programas Saúde da Família, Farmácia Popular e Brasil Sorridente; e a construção de escolas com obras de saneamento básico e construção de cisternas.

Por sua concepção e gerenciamento, o Territórios da Cidadania difere de outros programas sociais por não se limitar a enfrentar problemas específicos com ações dirigidas. Ele combina diferentes ações para reduzir as desigualdades sociais e promover um desenvolvimento harmonioso e sustentável. Um exemplo concreto: não basta financiar a construção de um laticínio em uma região desprovida de eletricidade suficiente para fazer funcionar os equipamentos ou de estradas para escoar a produção. É necessário, antes, suprir a região com a eletrificação e as estradas. Por essa razão, o programa envolve 15 Ministérios.

Os oito Territórios da Cidadania no Pará são os seguuntes:

Território do Baixo Amazonas
Alenquer, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Santarém e Terra Santa.

Território da BR 163
Aveiro, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Placas, Rurópolis e Trairão.

Território do Nordeste
Aurora do Pará, Cachoeira do Piriá, Capitão Poço, Dom Eliseu, Garrafão do Norte, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá,
Ourém, Paragominas, Santa Luzia do Pará, São Domingos do Capim e
Ulianópolis.

Território do Sudeste
Eldorado dos Carajás, Itupiranga, Marabá, Nova Ipixuna, Parauapebas,
São Domingos do Araguaia e São João do Araguaia.

Território do Sul do Pará
Bannach, Conceição do Araguaia, Cumaru do Norte, Floresta do Araguaia,
Pau DArco, Redenção, Rio Maria, Santa Maria das Barreiras e Santana do Araguaia.

Território do Marajó
Afuá, Anajás, Bagre, Breves, Cachoeira do Arari, Chaves, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Muaná, Ponta de Pedras, Portel, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, São Sebastião da Boa Vista e Soure.

Território do Baixo Tocantins
Abaetetuba, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru,
Mocajuba, Moju e Oeiras do Pará.

Território da Transamazônica
Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Senador José Porfírio,
Uruará e Vitória do Xingu.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *