Hiroshi Bogéa On line

Ter que aturar

Certamente o secretário de Cultura de Pernambuco, Ariano Suassuna, não gostará da notícia publicada domingo (22) na Folha de São Paulo dando conta de que a banda Calypso, da dupla Joelma e Chimbinha, é a mais ouvida no país, segundo pesquisa realizada pelo Datafolha. Relembrando: no início deste ano, durante palestra, o escritor fez pesadas críticas ao grupo, a ponto de considerar “imbecil e idiota” o autor da música Tudo Pra Te Conquistar.
Encomendada pela F/ Nazca Saatchi & Saatchi, a pesquisa mostra a Calypso em primeiro com 14% da preferência do brasileiro, seguido da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, citados por 12% dos entrevistados. Também sertaneja, Bruno e Marrone aparece em terceiro com 10%. Roberto Carlos foi citado por 8% dos consultados, em quarto. 2.166 pessoas foram ouvidas em 135 cidades.

Post de 

6 Comentários

  1. hiroshi

    25 de julho de 2007 - 18:06 - 18:06
    Reply

    Caríssimo Valdinar, Suassuna é unanimidade, sem ser burra. Agora radicalizar contra a Joelma e o Chumbinha, gol de quem? Calypso é um movimento no campo da música que está aí, virou preferência de muitos. É preciso ter cuidado para não denotar preconceito quando se bate na dupla em nome do puritanismo cultural. E o Brasil não desaparecerá nunca, se o motivo for medir o gosto musical de uns em detrimento de outros. Ao contrário, o Brasil se fortalece com isso, mostra suas contradições, mesmo que por trás de alguns artista esteja o lado caipira, sertanejo ou brega de viver. Temos espaço para tudo, do brega ao jazz. Eu, particularmente, fico com aquilo que faz bem aos meus ouvidos e alma. Mas não descarto também dançar vez por outra ao som do calypso. A alegria é um jeito divino de se viver a liberdade.
    Abraços.

  2. Valdinar

    25 de julho de 2007 - 16:05 - 16:05
    Reply

    Meu caro Hiroshi, o Ariano Suassuna é nota 10! E é simplesmente por isso que ele pensa o que pensa em relação à banda (seria “bunda”?) em questão. Aliás, é simplesmente estarrecedor o só parar para pensar no que é a “preferência nacional”, quer se trate de cultura, quer de política, quer de qualquer outra coisa. Eta naçãozinha imoral esta nossa!.
    Penso, sem exagero, que o Brasil não vai demorar a desaparecer por causa de tanta burrice, falta de vergonha e imoralidade. Infelizmente, é isso!

  3. Anonymous

    24 de julho de 2007 - 10:54 - 10:54
    Reply

    cê pegou corda hein Irô? Será porque te mostrie o óbvio?
    Mas tem gosto prá tudo.
    Tem lugar no Brasil que esse povo não toca, tu sabes onde é Iroshi?
    Eu não bebo e nem fumo e não sou intelectualizado como vc – que é tão eclético…

  4. Anonymous

    24 de julho de 2007 - 00:58 - 0:58
    Reply

    CALYPSO E TECNOBREGA SEQUER PODEM SER CONSIDERADAS MUSÍCAS/RÍTIMOS RUINS, POIS NÃO SÃO MÚSICAS. SE TRATA APENAS DE BARULHO PRODUZIDO PARA ADESTRAMENTO.

  5. hiroshi

    23 de julho de 2007 - 20:43 - 20:43
    Reply

    Anonimo 3:29, você deve ter amanhecido com forte ressaca ou cheio de azedume de final de semana intragável. Leia direito o texto. Se conseguir ler com as idéias devidamente encaixadas em seus parafusos, verás não existir nenhuma comparação entre Suassuna e a Calypso. Se o título do post “Ter que aturar” confundiu teu curto raciocínio, definitivamente não serves nem pra curtir o “entretenimento” -, quanto mais Suassuna. Há o contraponto do registro de um fato (a pesquisa) com a posição indócil do Ariano em relaçào a letra de uma canção – por sinal pobre de tudo -, que o poster ilustrou com a montagem de uma foto.
    Gostar de jazz, pop, soul, samba de raiz, MPB contemporânea, e outros eteceteras, não restringe as pessoas a condenarem o rap, o calypso ou o escambau. Bom é tocar um instrumento e cantar de tudo. O resto é fescura e bossalidade de gente desarvorada.
    Chimbinha, Joelma e toda uma troupe formada por artistas congêneres merecem respeito. Ninguém é obrigado a consumí-los, mas respeitá-los, sim. Até porque o povo gosta deles. ‘Intelectuais’ meia-tijelas, nao. Esses estarão sempre azedos e fazendo comparações surrealistas.

  6. Anonymous

    23 de julho de 2007 - 18:29 - 18:29
    Reply

    que é isso iroshi, comparar o grande suassuna a esse pessoal do “entretenimento” é o fim; tem hora que tu fala de jazz (vide abaixo a sua coluna) e depois joga o ariano no fogo? Desde quando a maioria’sabe de alguma coisa, sendo apenas conceito numérico?
    Para com isso cara e mete o pau nesse Chimbinha que apenas se repete indefinidamente, como tudo aliás na atual xumbrega “musica prá pular brasileira”? A quem tu queres agradar ao Deus ou ao Diabo na terra mesopotâmica do Sol?
    T’sconjuro!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *