Hiroshi Bogéa On line

Ter ou não candidato próprio, eis a questão

 

 

“O PT tem obrigação política e plenas condições de apresentar candidato próprio às eleições de 2014. Temos que oferecer uma alternativa contra as elites do Pará. Temos muitos bons nomes, e, se for vontade majoritária do partido, o meu nome está à disposição’’.

 

Declaração é do deputado federal Cláudio Puty (PT), ao lançar, oficiosamente, seu nome à disputa pelo governo do Estado.

Hoje, pela manhã, o poster  ouviu duas lideranças do Partido dos Trabalhadores, opostos da corrente interna a qual pertence Puty, a DS.

Ambos consideram genuíno o interesse do parlamentar entrar na disputa. “Só que ele não  une o partido, é tido, por muitos, como um dos responsáveis pela desagregação do governo Ana Júlia”, disse um dos petistas.

Os dois aceitaram emitir ponto de vista, desde que suas identidades ficassem no anonimato, alegando condição de interlocutores nas instâncias superiores da legenda.

Pelo celular, um deles diz que o partido terá que usar a sabedoria “para não ser engolido pelos acontecimento”, priorizando o futuro da legenda, “e não anseios particulares”.

Sobre  a versão corrente da existência de uma possível negociação entre setores  do PT e o PMDB. de apoio às candidaturas  de Helder Barbalho (Governo) e Paulo Rocha (Senado),  uma das fontes foi incisiva:

– Não existe nada disso. Quem tem experiência em política sabe que ninguém faz acordos assim com tanta antecedência. O PT discutirá seu futuro, e o da política paraense, priorizando a disputa para a presidência da República. Esse é o ponto comum.

Post de 

3 Comentários

  1. J

    6 de agosto de 2013 - 21:32 - 21:32
    Reply

    esse Puty e cria da ana júlia e fraco,também o pará precisa do cara corajoso,e trabalhdor,que possa mudar a cara do pará

  2. Ulisses Silva Maia

    5 de agosto de 2013 - 19:57 - 19:57
    Reply

    Parece brincadeira essa declaração do ilustre Dep. Cláudio Puty: “Temos que oferecer uma alternativa contra as elites do Pará.” Alguém pode dizer ao Dep. Puty que o PT, e ele, fazem parte da elite do Pará? Se fosse eu falando isso, tudo bem. Mas o nobre deputado, aí parece brincadeira. O PT, que hoje se abebera das mesmas práticas que outrora criticava, atualmente é a maior “elite” do País.

  3. paulo carvalho

    5 de agosto de 2013 - 18:56 - 18:56
    Reply

    Puty tá pensando no futuro do partido(assim como muitos de nós).
    Essa potoca ai contada de que não se discute temas de tal calibre a um ano do pleito,é papo furado(vide a foto do dono do PT, paulo rocha e seu títere,joão batista,ladeado do ali barbalhinho no niver de beto faro. Triste e Ana Julia se submeter a esta foto).
    Digo uma coisa: tenho andado pelo estado e lideranças com qual dialoguei e informei desta composição,já pensam em até ir pro Psol.
    Paulo rocha que faça isso(ele sim tem interesse só na sua candidatura ao senado -pendente de uma decisão do STF.) ele verá que ele vai enterrar de vez o PT e fazer surgir uma nova alternativa ao psdb e ao pmdb: Psol e Marinor brito.
    Sobre a responsabilidade imputado ao dep federal da desagregação do governo Ana Julia: digo o seguinte:os outros dois governadores da gestão Ptista que ponham as mão na cabeça e pensem muito bem o que fizeram com a SETRAN e SEDUC mandado repectivaente pelo seu ganzer e seu paulo rocha,

    esse dois sabiam e sabem fazer a boa política,mas só pra eles mesmos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *