Tensão e ataques no acampamento “Hugo Chaves”

 

Começou agora há  pouco mais um ataque contra as famílias do acampamento Hugo Chávez, em Marabá.

Três camionetes com vários pistoleiros disparam contra o acampamento.

Mulheres, idosos, jovens e, principalmente as crianças, estão na linha de tiro dos atiradores.

As famílias denunciam há muito tempo os ataques que sofrem “por parte de grupos armados à mando dos fazendeiros Rafael Saldanha e Osvaldo Saldanha, e a inércia dos governos estadual e federal e da polícia militar em evitar que tais ações aconteçam”, dizem.

A reintegração de posse está marcada para a próxima quarta feira (13) e as famílias já se organizavam para deixar a área quando o ataque começou.

O MST exige que os governos federal e estadual, assim como a polícia militar do estado tomem providências para que outro Eldorado do Carajás não aconteça.

A situação é gravíssima nesse momento.