Tempo de saudade

Publicado em 22 de setembro de 2010

Clic registra o que restou do Pirucaba (*), “depois que retiraram  as pedras do “serrotão” (**) para fazer lastro para a ponte sobre o Itacaiunas, lá pelos idos anos 70″ – recorda bem Plínio.

Registro feito às 6:30 da manhã.

NB: A contribuição é do colaborador vip do blog, advogado Plínio Pinheiro Neto.

——————-

(*) – Pirucaba : corredeira, entre pedrais, situada a poucos metros da ponte sobre o rio.

(**)- Serrotão: o canal propriamente dito da corredeira, por onde barcos e banhistas aventuravam enfrentar a força das águas.