Sidney Rosa pode ser declarado inelegível

Publicado em 17 de janeiro de 2014

 

Condenado pelo Tribunal de Contas da União a pagar R$  350 mil aos cofres da prefeitura de Paragominas por irregularidades em prestação de contas, quando ainda era prefeito do município, o ex-secretário do governador Simão Jatene pode se tornar inelegível, indo pro espaço seu sonho de  ser eleito senador.

A informação é manchete do jornal Diário do Pará.

Sidney

A propósito, o TCU julgará, até maio, ações pendentes de ex-prefeitos que não teriam prestado contas corretamente de recursos do governo federal. Entre eles, encontra-se o deputado estadual Sebastião Miranda.

A qualquer hora entrará na pauta do TCU, processo que julgará um convênio do governo federal com a prefeitura de Marabá, quando Miranda era prefeito.