Hiroshi Bogéa On line

TCE mantém condenação de Adécimo Gomes que se ganhar, não assume

 

 

O Tribunal de Contas do Estado manteve a condenação de Adécimo Gomes, candidato a prefeito de Itupiranga, por malversação de recursos públicos, fazendo a publicação do Acórdão  da decisão ocorrida semanas atrás.

O TCE julgou irregulares as contas do ex-prefeito e agora candidato, determinando a devolução do  valor de  82 mil reais que foram surrupiados dos cofres da prefeitura de Itupiranga quando Adécimo era prefeito.

O valor a ser devolvido é originário  de convênio feito com o governo do Estado, cuja grana desviada seria para estimular o setor terciário de Itupiranga.

Aliás,Adécimo é aquele mesmo prefeito que,ao  deixar a prefeitura, deixou, também, dezenas de cheques  de contas da prefeitura sem fundo, causando descontrole total nas contas do município.

O blog registrou diversas etapas  do furor causado por Adécimo na prefeitura de Itupiranga.

 

Para relembrar algumas safadezas: AQUI.     AQUI.    AQUI.    AQUI.    AQUI.

 

Como ele foi julgado por um colegiado (Tribunal de Contas do Estado), caso ele viesse a ganhar a eleição de Itupiranga, não seria diplomado por integrar o rol de Ficha Suja.

 

A seguir, cópia do Acórdão, finalmente publicado, mantendo a condenação de Adécimo  Gomes.

 

 

 

 

 

Post de 

1 Comentário

  1. Aílton Teixeira (Surfista)

    5 de outubro de 2012 - 10:35 - 10:35
    Reply

    Caro Hiroshi, a justiça tarda mas não falha, esse NACIONAL como vc mesmo o chama a cada dia que passa vai se enrolando com a Justiça, seja ela Federal, Estadual e nos Tribunais de contas dos Municípios, Estado e União, neste momento a população de Itupiranga está nas ruas em uma grande caminhada repudiando mas uma vez um pesquisa fraudulenta publicada hoje na Folha de Carajás, jornal esse lá da cidade de Redenção com credibilidade zero…. abraço e continue com sua imparcialidade de sempre publicando a verdade doa a que doer…

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *