Hiroshi Bogéa On line

Tático de Marabá acusado de violência

 

 

Depois do ocorrido em Parauapebas (Aqui e   Aqui),  mais denúncias contra militares.

A bronca agora teria ocorrido em Marabá, como relata o comentarista Átila César:

 

 

Ontem em frente ao supermercado valor na folha 27, por volta das 19:00 horas, a policia Militar (TATICO) ao aborda ou sei o que era aquilo uma carreta bi-trem por motivo futil, pois a sua viatura não consequia ultrapasar a carreta. Aplicou por diversas vezes choque no motorista este que ainda estava na cabine do veiculo e que caiu desmaiado no chão onde continuou sendo violentado por chutes e pontapés. As pessoas que virão estas cenas tetaram gravar atraves de celular, mas os militares descontrolados jogaram uma bombam e spray de pimenta, ameaçando quem chegasse perto para ver tal fato. Parece que o tal comandante já passou por Marabá e fez escola por aqui também.

Post de 

6 Comentários

  1. caçador de 157

    26 de outubro de 2011 - 17:41 - 17:41
    Reply

    naquele momento, a viatura deslocava-se para atender uma ocorrência onde um policial militar, foi baleado, e por diversas vezes, foi dado o sinal sonoro e luminoso da viatura pedindo passagem, para este “cidadão” mais ele se achou no direito de jogar seu caminhão contra uma viatura policial militar.. ele n foi agredido, foi utilizado força necessária e proporcional , para retira-lo da cabine …..e outra curioso …não tem nada que se meter no trabalho da pm…

  2. anonimo

    11 de agosto de 2011 - 21:42 - 21:42
    Reply

    isso é revoltante eu conheço o motorista .
    Ele é uma pessoa honesta é um trabalhador honesto um Pai de familia e uma exelente pessoa
    Isso com certeza foi abuso de poder e eles ´´Policiais Taticos´´ nao deveriam fazer isso com pessoas de Bem
    Aqui deixo o meu comentario de REVOLLLLLTA

    ELE NAO MERECIA ISSO

  3. Anônimo

    11 de agosto de 2011 - 20:49 - 20:49
    Reply

    Hiroshe li no blog da quinta emenda essa frase:

    PARÁ: NÃO DUVIDE!
    O QUE É MEU
    NÃO SE DIVIDE!

    Então tomei a liberdade de criar esta outra:

    Pará: Não duvidamos!
    Mas o que é teu
    só separamos…

    Divulga aí Hiroshi!

  4. ezequias

    11 de agosto de 2011 - 16:14 - 16:14
    Reply

    pasei por lá tamben e o comentario era que o motorista havia atropelado uma mulher mais atras, e fugiu do local. perseguido pela policia tentou fugir e ficou encurralado ali na vp 8 e “convidado” para descer do caminhao começou a confusao. e tinha tanto curioso em cima que foi preciso disolver a multidao .

  5. Anônimo

    11 de agosto de 2011 - 13:52 - 13:52
    Reply

    Sobre esse caso, estava presente. A princípio as pessoas que estavam perto do local achavam que a carreta teria sido roubada. Mas após outros relatos haviam falado que se tratava desse caso apresentado pelo Hiroshi. Na minha concepção eu acredito que foi abuso de autoridade sim, pois a polícia lançou entre a população presente, curiosa para ver o caso, 2 bombas de efeito moral que na minha avaliação não seria necessário pois ali eram apenas curiosos. E para mim uma informação mais relevante ainda é que após o carro l200 (GTO) que abordou a carreta ter ido embora, outros carros da polícia começaram a rondar o local como se tivessem ouvido nos seus rádios: “Deu merda o negócio da carreta lá na 27. Tinha muita gente e os caras jogaram pimenta e bomba lá meu!”. Por fim, entre eles, várias vezes, pararam viaturas da polícia nas proximidades do local do ocorrido para conversarem entre si que, provavelmente, era sobre esse caso.
    Aqui vai um relato indignado de um cidadão com a falta de segurança pública nos momentos necessários e os abusos de autoridade praticados por essa “polícia” que se diz ser polícia que tem o objetivo de proteger a população. No mais, para eles ter uma arma de posse em suas mãos, em meio ao público, serve para demonstrar seu poder de imponência como se a rua pública fosse uma passarela para desfilar.

  6. anônimo

    11 de agosto de 2011 - 11:18 - 11:18
    Reply

    Virão? Não sei se foi na mesma hora, Hiroshi, mas lá pelas 18:30 uma carreta bi-trem passou em alta velocidade na vp-8 (o trânsito andava lentamente) cortando os carros e tirando fina de motos. Vi aquilo e achei que algo estava errado. Perto do Sup. Rede Valor a carreta cortou pela esquerda como se fosse fazer o retorno mas passou direto espremendo os táxis que ficam ali estacionados. Não sei se é a mesma e nem estou dizendo que justifica o ato da polícia militar, só que a forma de conduzir a carretar não me pareceu de um motorista que estava nas suas melhores condições psíquicas.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *