Tapajós reage

Publicado em 16 de julho de 2007

Ao se manifestar em nota oficial favorável à criação do Estado do Tapajós, a Associação Comercial e Empresarial de Santarém quebra, item por item, argumentos da Associação Comercial do Pará, contrária à divisão territorial. Sobre a tese de que o Pará remanescente sofrerá perdas com o encurtamento de seu território, a diretoria da entidade mocoronga bate firme:

“A Aces também discorda da afirmação de que a divisão do Pará vai causar prejuízos ao Estado que remanescer. Estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), órgão do governo federal, com a divisão, mostra que o Pará manteria a maior população e os melhores índices econômicos e sociais, como renda per capita, menor desigualdade, maior percentual de domicílios com acesso a água e energia e menor taxa de mortalidade infantil”.