Hiroshi Bogéa On line

TAM e Gol apontadas como empresas inseguras

 

 

Duas companhias aéreas brasileiras –  TAM e Gol -, são apontadas como empresas menos seguras do mundo.

O ranking foi preparado por um consultoria alemã.

 

Respondendo pelas duas companhias, em nota, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) –que reúne, além das duas, Avianca e Azul/Trip – rebate a elaboração do ranking.

Nota   da Abear diz que “esta entidade (a empresa de consultoria alemã) faz um levantamento do histórico de acidentes, considerando também o número de fatalidades envolvidas, e este índice realmente não avalia o nível atual de segurança de uma empresa aérea. O padrão utilizado não traduz a situação de segurança ou insegurança de uma empresa”.

Documento é assinado pelo  diretor de Segurança e Operações de Voos da entidade, Ronaldo Jenkins.

O poster alerta para o cuidado diante de rankings montados por consultoria. Essas empresas, quase sempre, defendem interesses de clientes próprios, buscando enfraquecer a competitividade através de notas nem sempre responsáveis.

E a luta fraticida  entre as companhias aéreas, em qualquer parte  do mundo,  por uma fatia do mercado, às vezes coloca a selvageria de seus interesses econômico-financeiros  acima da verdade.

Matéria completa.

 

 

 

Post de 

2 Comentários

  1. Leticia Juka

    12 de janeiro de 2013 - 14:08 - 14:08
    Reply

    Eu acredito que seja perseguiçao, eu me sinto mais segura quando viajo com a companhia brasileira TAM , nao entendo bem do assunto, mas prefiro sempre viajar de TAM que nao perde nada para companhias, como por exemplo, American Airlines, Lufthansa, Qantas , TAP e outras. E mais , somos muito mais respeitados quando viajamos nas companhias Brasileiras, especialemente nos voos internacionais.

  2. Vetor

    11 de janeiro de 2013 - 20:50 - 20:50
    Reply

    Uso muito o transporte aéreo (GOL principalmente), vejo muitas falhas de atendimento,conforto,pontualidade, mas a insegurança não acho que exista em índice preocupante.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *