TAM cancela mais voos em Belém. Voadora está errada em priorizar a segurança de seus passageiros ?

Publicado em 17 de janeiro de 2014

 

A TAM  continua cancelando voos que chegam ou decolam de Belém, em períodos chuvosos.

Nas  últimas 18 horas, a companhia cancelou sete voos: dois que decolariam e cinco procedentes de outros lugares.

A transportadora  informa, em nota oficial, a razão das operações de cancelamento:  “após nova análise minuciosa das condições de decolagem e aterrissagem no Aeroporto Internacional de Belém, optou por retomar a sua decisão de não operar no local em caso chuva forte ou moderada, com pista severamente molhada e escorregadia, já que prioriza a segurança de seus passageiros”.

O poster faz algumas perguntinhas, em meio a descontentamentos de passageiros e irritantes estresse nos balcões da companhia, no Val-de-Cans:

Está  errado,  a TAM  tomar tais decisões?

O aeroporto de Belém oferece plena condições para jatos lotados de passageiros pousarem ou decolarem  com segurança?

É previsível admitir que uma operadora de voos internacionais causaria tantos transtornos à imagem da companhia, caso  seus pilotos tivessem plena  certeza dos procedimentos de pouso e decolagem sob fortes chuvas?

O mais sensato, agora, não seria forçar a Anac e Infraero  virem a público divulgar laudos  insuspeitos da situação do Val-de-Cans, contratando, inclusive, consultorias  renomadas para a execução do levantamento técnico das duas pistas de Belém?

Particularmente, acho que a empresa está certa em preservar a segurança de seus passageiros.