"Tá na mão" de quem?

Publicado em 19 de novembro de 2010

Alguém tem que aparecer para explicar  convenientemente o que já sabemos ser inexplicável: a desativação de algo que funcionava muito bem a favor da sociedade.

O poster refere-se a desativação dos serviços de confecção de Carteira de Identidade oferecidos havia mais de dez anos, no SACI – Serviço de Atendimento ao Cidadão -, de Marabá.

O Delegado-Geral de Polícia Civil, Raimundo Benassuly, veio a público tentar arrefecer a ira da população regional justificando o ato em decorrência do surgimento na cidade do Programa Tá na Mão, do governo do Estado, ativado no Centro de Integração Regional, no Núcleo Cidade Nova, do outro lado do rio Itacaiúnas.

Desativaram um dos orgulhos do povo marabaense pelo simples prazer de dizer que há algo novo no pedaço.

Tipo de medida equivocada a merecer as mais severas críticas.

Por que não deixaram o “Tá na Mão” como mais um espaço disponível para o legado da cidadania, sem a necessidade de fechar o serviço do Saci?

Podem anotar: o novo local de emissão de RG vai se transformar num centro de apadrinhamento político que não se registrava no Saci.