Hiroshi Bogéa On line

Submergindo

Quem mergulhou foi a deputada estadual Bernadete ten Caten (PT) após mal-sucedidos contatos para a nomeação de pessoas de sua confiança a cargos do primeiro e segundo escalões. Ligada ao PT Pra Valer, Caten enfrenta a oposição de Ademir Martins, da DS, com quem vem travando queda-de-braço pelo controle dos principais órgãos do governo no Sul do Pará. Pelo menos em Marabá, Ademir leva ligeira vantagem ao nomear a professora Irene para a 4ª Unidade de Ensino. Com apoio de Valdir Ganzer, secretário de Transportes e da mesma corrente, Bernadete pode ganhar a chefia da Setran em Marabá.

Post de 

2 Comentários

  1. hiroshi

    21 de janeiro de 2007 - 22:28 - 22:28
    Reply

    Guilherme, repassei seu comentário à direção do INCRA, como estou providenciando encaminhamento também a deput. Bernadete Caten.
    Torço para que seu problema seja resolvido satisfatoriamente.
    Boa sorte, rapaz.

  2. Anonymous

    18 de janeiro de 2007 - 12:17 - 12:17
    Reply

    Achei muito importante esta coluna e por isso como tábua de salvação, lanço aqui, meu último intento, para salvar minha propriedade, que julgo estar perdendo por brigas internas (INCRA) e total injustiça. PARABAENS.

    Meu nome é Guilheme Rodrigues da Silva,Comprei uma posse de terras de aproximadamente 10 alqueires no Municipio de SÃO DOMINGOS DO ARAGUAIA PA, Fazenda Santa Lucia, (Atual PA SANTA LUCIA), antes da desapropiração da mesma. Mesmo assim, fui preterido pelo fato de ser filho de fazendeiro, mesmo nao possuindo terras. Peço a quem de direito ou a Deputada BERNADETE TEN CATEN, quem conhece bem meu processo, pois este tramita naquele Òrgão, desde quando ela era superintendente ali, E POR MAIS DE UMA VEZ, ELA VISITOU AQUELA ÁREA, PORTATNO SABE BEM DOD QUE ESTOU FALNDO. Tendo dito processo recebido parecer favorável a mim, por uma procuradora do INCRA,e contestado, após por outro procurador do mesmo órgão.Estando dito caso aguardando decisão de recurso no INCRA MARABÁ PA, já com indicativo de que aquela área deverá ser entregue a duas outras pessoas que nunca estiveram no local e nada pagaram por ele, me causando assim prejuizos irrecuperáveis, pois apliquei o que possuia ali, onde crio vacas até então. Caso eu perca aquela terra me teornarei um sem terras, desprotegido.Por favor me ajudem. não me deixe perder aquela terra. Caso alguem queira responder e me ajudar tenho o e-mail de meu pai, que é:dr.lazaro@uol.com.br. Gratos

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *