Hiroshi Bogéa On line

Subdesenvolvimento descarado

 

 

Triste e desolador constatar o quanto nossas comunidades vivem desassistidas, principalmente na área de saúde.

A presença do Pró-Paz Cidadania comprovou isso: na terça-feira, lá por volta de 11 horas, mais de cinco mil pessoas faziam filas, em diversos pontos do ginásio Renato Veloso, buscando atendimento médico, nas dezenas de tendas e ônibus disponibilizados.

Imagem deslavada de como a população carece ainda de tudo.

De imediato, olhando aquela cena, Marabá parecia uma daquelas vilas esquecidas da Índia, próximo a Nova Déli, cujas populações buscam desesperadamente auxílio de qualquer espécie, para arrefecer a dor diária de suas carências.

Post de 

5 Comentários

  1. anônimo

    5 de setembro de 2011 - 11:00 - 11:00
    Reply

    ” Ja não basta invadirem nossas terras e favelizar nossas cidades , ainda vem invadir nossos hospitais e postos de saúde?” Não são serviços públicos? Seus “nossos” são DELES, também. Que menina tonta.

  2. Karla Muaés

    4 de setembro de 2011 - 08:27 - 8:27
    Reply

    Enquanto as autoridades municpais não investirem as verbas que recebem, na saúde de seus municipios, o caos persistirá. Aqui em Santarém, o Hospital Regional é obrigado a cuidar de doentes vindos ate de Macapá e alguns municipios que fazem fronteira com o Amazonas. Não tem hospital que chegue. O problema não esta só na construção de prédios , mas princpalmente no corpo técnico ! Por outro lado, de onde são essas pessoas que constituem essa “horda de desvalidos”? Porque não lutam pela sua saúde la no seu municpio de origem, cobrando de seus prefeitos e vereadores os seus direitos? NÃO ! É mais facil vir aqui pra Santarem ou Marabá, alegar abandono ou miséria? Cadê os prefeitos de voces gente? Vão bater la na porta deles ora. Ja não basta invadirem nossas terras e favelizar nossas cidades , ainda vem invadir nossos hospitais e postos de saúde? Assim nem o milagre da multiplicação muito menos a divisão vai dar jeito!
    Não se deixem enganar por promessas vazias! Tocantins é um estado novo e mesmo assim , sua saúde publica está sob intervenção. Desde 1988, quando da sua emancipação e acabou nisso! Aliás porque tem tanto goiano e tocantinense em Marabá, se Tocantins foi emancipado justamente pra se tornar um paraiso de desenvolvimento?
    Um bom domingo e fiquem em paz!

  3. Anônimo

    2 de setembro de 2011 - 19:28 - 19:28
    Reply

    .. na programação do AÇÃO GLOBAL aqui em Tucuruí vivenciamos as mesmas cenas. É lamentável. E a solução proposta para o caos na saude aqui na região do Lago é a privatização do hospital regional….
    Estado mínimo … venda do patrimônio público!

  4. Telma

    2 de setembro de 2011 - 12:42 - 12:42
    Reply

    É Sul do Pará isso!

  5. Wilson Rebelo

    2 de setembro de 2011 - 11:08 - 11:08
    Reply

    Caro Hiroshi,
    Concordo contigo. Anos de descaso e de um Estado ausente nos fizeram isso: quase que pedintes em nossa própria casa. Desolador que ainda dependamos de ações dessa natureza. Assim, direitos tornam-se favores e cidadãos tornam-se esmoleres. Uma pena.
    Abraços
    Wilson Rebelo

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *