STF autoriza investigação de Renan, Jader e Delcídio

Publicado em 1 de dezembro de 2015

 

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou abertura de mais dois inquéritos sobre os desvios de dinheiro na Petrobras.

Atendendo pedido do Ministério Público Federal, Teori abriu um inquérito para investigar o senador Delcídio Amaral (PT-MS), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e o senador Jader Barbalho (PMDB-PA).

O outro investigará Jader, Renan e o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE). O grupo é suspeito de ter cometido corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Pedidos de abertura dos inquéritos foram feitos na segunda-feira, 30, pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Hoje, Zavascki autorizou diligência solicitada por Janot e enviou os inquéritos à Polícia Federal.

Os inquéritos tramitam em sigilo e as diligências a serem cumpridas não foram divulgadas.

Podem ser, por exemplo, depoimentos dos investigados ou de testemunhas.