Somente agora, por quê?

Publicado em 25 de novembro de 2010

Ao post  Helenilson fala sobre diferimento do ICM, Anônimo levanta questionamento sobre a postergação da Assembleia Legislativa na discussão e votação dos projetos do governo do Estado propondo benefícios fiscais à Alpa.

O que diz o comentarista:

Talvez muita gente não tenha atentado um um detalhe muito importante sobre os projetos 291/09 e 292/09, que estão sendo objeto de debate aqui neste Blog. O Governo atual mandou os projetos ano passado. Vejam o final 09, quer dizer, o projeto está na Assembléia Legislativa desde 2009. Só agora está em discussão porque o governo tem cobrado insistentemente uma solução. Por que o João Salame não discute o assunto desde o ano passado? Por que a Assembléia não fez uma audiência pública, ano passado, com a presença da OAB, Ministério Público, Sindfisco, Fiepa, ACIM e tantas outras entidades e personalidades para discutir o tema. Para saber, por exemplo, por que siderúrgicas instaladas no litoral recebem incentivos por um prazo muito mais elástico do que o da ALPA, que fica no interior da Amazônia, que tem um papel de induzir o desenvolvimento regional?

Por que só agora o João Salame e o Helenilson Pontes resolveram questionar o prazo de 30 anos e a legalidade do diferimento já concedido a cadeia produtiva do ferro? Estranho, né? Depois das eleições? Medo da reação do eleitorado e de financiadores de campanha? Cartas da mesa.