Sob suspeita

Começam a pipocar de todos os lados denúncias de fraudes nas urnas eletrônicas brasileiras. E a assiduidade  das suspeitas de especialistas em segurança de informática quanto ao tema é preocupante.

A mais recente eclodiu com o pedido de anulação das eleições de Aracaju feita pelo senador Almeida Lima (PMDB-SE). Na ação, o peemedebista, que ficou em terceiro lugar na disputa, denuncia supostas fraudes nas urnas que teriam beneficiado seu adversário, argumentando atribuição de votos a pessoas que não eram candidatas na cidade. Ele também aponta que, em alguns casos, houve divergência nos votos recebidos por um mesmo candidato a vereador.

Por conta disso, o peemedebista contratou duas empresas especializadas em perícia eletrônica. De acordo com o senador, os técnicos encontraram algumas irregularidades. Das 916 urnas eletrônicas usadas no pleito, 554 apresentaram problemas na tecla corrigir. Somente as 162 restantes estavam em condições de uso.