Hiroshi Bogéa On line

Sob calor da emoção

É verdade que nenhuma pessoa comprometida com a ética e defensora do exercício honesto da atividade política concorda com a podridão exalante do Congresso Nacional. Também é correto exigir de setores da imprensa nacional o uso mínimo de profissionalismo e racionalidade na cobertura dos fatos degradantes diariamente registrados em Brasília. E isto não está ocorrendo.

Alguns articulistas renomados tomaram para si o direito de condenar visceralmente atos de caráter jurídico aplicados ao pé da legislação, principalmente nas ultimas 24 horas quando vazou notícia de que o presidente do Conselho de Ética do Senado, Leomar Quintanilha (TO) devolveria à Mesa Diretora o processo contra Renan Calheiros – seguindo orientação dos advogados da instituição, como realmente ocorreu.
Olha o que diz trecho do post Formalidades do blog Nec Plus Ultra, assinado por CJK, respeitado advogado paraense:

Juridicamente está correto. A notitia criminis só poderia ter sido enviada ao Conselho, após análise e parecer prévio da Mesa do Senado. Presidida pelo acusado. Isto é o Direito, mesmo que mais se assemelhe ao torto.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *