Situação de pré-candidato a prefeito de Curionópolis se complica na Justiça

Publicado em 8 de abril de 2016

Depois de ter sido condenado pela juíza Priscila Mamede Mousinho, da 58a zona eleitoral de Curionópolis, por compra de votos na eleição para prefeito do município, em 2012, o pré-candidato a prefeito Adonei Sousa Aguiar (DEM) ficou em situação difícil para concorrer ao pleito municipal no município, em outubro próximo.

Como a condenação deverá ser alvo de recurso junto ao TRE, a provável ratificação da decisão da magistrada de Curionópolis, pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral tornará Adonei inelegível por oito anos.

Durante a eleição de 2012, Adonei, com ajuda de correligionários, arrecadou e distribuiu alimentos em Serra Pelada, em plena campanha eleitoral,  praticando crime de compra de votos.

Como o TRE tem sido implacável no julgamento de casos como o de Adonei, a sua condenação por  captação ilícita de  votos, sentenciada pela juíza, dificilmente será revertida em Belém, tornando-o definitivamente inelegível.