Sindicato decreta estado de greve na educação

Publicado em 21 de janeiro de 2015

Educadores da rede municipal de Marabá  estão em estado de greve.

 

Alerta é para o governo garantir  a  hora atividade, que caso seja atendido impactará a folha mensal em torno de R$ 450 mil.

A categoria não aceita essa proposta de jogar para março a questão da hora atividade, quer uma proposta definitiva ainda nesse mês de janeiro. Para isso a secretaria de educação pediu mais três rodadas de negociações, que acontecerão ainda essa semana. Para a próxima semana deverá ser agendada reunião com o prefeito. 

Estado de greve se estenderá até dia 30 de janeiro,

Se até lá a prefeitura não atender o sindicato, a classe entrará em greve.