Hiroshi Bogéa On line

Sinal vermelho

Se os belemitas já não tinham paz no trânsito, vão ver o que é bom agora enfrentando a selvageria dos mototaxistas. Se ainda houver tempo de impedir a autorização dessa atividade “insalubre” na capital, se apressem em tomar providências.
No interior, apesar dos serviços que prestam às camadas menos favorecidas, a atividade provou gerar mais violência no trânsito, aumento da criminalidade dada a facilidade com que os bandidos utilizam o escopo das cooperativas para ampliar suas ações criminosas, e desestímulo a novos investimentos para a melhoria dos transportes coletivos convencionais.

Post de 

9 Comentários

  1. Lafayette

    22 de fevereiro de 2007 - 21:02 - 21:02
    Reply

    Anônimo (blogueiro, detesto anônimo na internet – ou melhor, tanto no mundo virtual, quanto no material), não entendi, o que quer dizer “Hugo”?

  2. Anonymous

    22 de fevereiro de 2007 - 16:59 - 16:59
    Reply

    Lafayette também pode atender pelo nome de Hugo.

  3. hiroshi

    22 de fevereiro de 2007 - 16:16 - 16:16
    Reply

    Pois é Lafayette, caso sério essas (des)concordâncias.Faz parte, faz parte…
    Quanto a falta de vontade política, ela só existe mesmo porque os caretas de plantão querem que seja assim. Em Belém e em todo interior.

  4. Lafayette

    22 de fevereiro de 2007 - 14:12 - 14:12
    Reply

    Caro blogueiro, os ou alguns ou a maioria dos mototaxistas podem até trazes MAIS mal para o trânsito de Belém.

    Mas (ah, o mas!), aqui a questão é c_lhão, coragem e vontade política para se resolver:

    1) A incrível quantidade de ônibus circulando;

    2) A falta de fiscalização do poder público competente;

    3) A falta de educação dos motoristas, de um modo geral;

    4) A falta escoamento;

    5) A falta de vias;

    6) A falta de abertura de novas vias;

    7) A falta de alargamento de vias existentes;

    8) Etcs. aos milhares.

  5. Anonymous

    21 de fevereiro de 2007 - 14:09 - 14:09
    Reply

    Prezado Hiroshi:parabéns pelo seu blog. É a primeira vez que participo fazendo comentários, e antes de registrar meu ponto de vista sobre esse problema dos mototaxistas quero dizer que acompanho sua lide na imprensa regional e, com admiração, gosto de ler tudo o que escreve porque nunca detectei baixo nível em suas colocações e desrespeito a quem quer que seja. Vá em frente.
    O trânsito de Redenção, Marabá e de outras cidades, inclusive aqui de Parauapebas, pecam pela falta de uma coisa chamada EDUCAÇÃO. Se as autoridades fizessem campanhas no Rádio e na televisão, com certeza os problemas serão menores. Quanto os mototaxistas, não tgenho contra eles. Se farao mal ao transito de Belém, so o tempo dirá.
    Boa sorte
    Manoel “da Vale”

  6. Anonymous

    21 de fevereiro de 2007 - 10:44 - 10:44
    Reply

    A gente não dizemos, João, porque a gente não queremos…kkkkkkkkkk

  7. Anonymous

    21 de fevereiro de 2007 - 02:18 - 2:18
    Reply

    Tudo bem, o transito de Redenção é uma verdadeira bagunça. Mas o prefeito JPC já está lutando para corrigir os problemas, que são agravados sim pelos mototaxistas, com a colaboração também de motoristas irresponsáveis. Mas sei que há cidades com transito bem mais bagunçado do que o de Redenção. Por que não dizem isso?
    João Damasceno Leite

  8. hiroshi

    21 de fevereiro de 2007 - 00:50 - 0:50
    Reply

    Caro Anônimo,
    conheço os desatinos do trânsito de Redenção,e a participação ativa dos mototaxistas para a extensao de sua complexidade.Sua presença aqui valorizou o post. VFolte sempre.
    Abs

  9. Anonymous

    21 de fevereiro de 2007 - 00:44 - 0:44
    Reply

    Voce tem razao. Vai ser barra o povo de Belem atuar a bosçalidade dos mototaxistas, que deppois de dominarem o pedaço, nao restara mais paz a ninguem. Aqui em Redenção a gente sabemos como eles agem
    Manoel Santos

Leave a Reply to hiroshi

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *