Hiroshi Bogéa On line

Sinal verde

Era o que faltava para as principais lideranças do MST criar convicção definitiva de que nenhum invasor é para sair das imediações da fazenda Espírito Santo: a oficialização, pelo INCRA, de improdutividade do imóvel, fartamente comemorada pelo MST e Fetraf, tão logo a Superintendência de Marabá do Instituto de Colonização e Reforma Agrária bateu o martelo.

————–

atualização às 10:09

Oficialização, registre-se, sem a vistoria documentada. Como a Agropecuária Santa Bárbara prefiriu questionar na Justiça sua desapropriação, ao INCRA não foi permitida a auditoria da área. Mas o órgão federal se manifestou publicamente quanto ao caráter improdutivo da fazenda.

Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    25 de abril de 2009 - 13:23 - 13:23
    Reply

    Infelizmente quem tem dados o veredito final quanto aà produtividade ou não dos imóveis rurais no Pará tem sido os ditos movimentos. O nosso Instituto Nacional de Colonicação e Reforma Agrária só tem abaixado a cabeça, está atuando mais politicamente que nunca.

  2. Anonymous

    25 de abril de 2009 - 02:02 - 2:02
    Reply

    ADEUS PECUÁRIA DO PARÁ. UMA VERGONHA!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *