Sicom articula parcerias da prefeitura com a Vale

Publicado em 1 de abril de 2013

 

 

Da Assessoria de Imprensa da Sicom – Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração:

 

 

 

A Prefeitura Municipal de Marabá, através da Secretária de Ind.Com e Mineração, na pessoa do secretario Italo Ipojucan (foto),  trabalha a reaproximação da VALE com o municipio, no seu entendimento, distanciada, de forma a rediscutir a relação e a responsabilidade social da mineradora com o município.

Nesse sentido, convocou uma ampla reunião com seus principais executivos, realizada em 21/02/2013. Ali com presença do Prefeito Municipal e secretários, foi amplamente demonstrado à VALE, os gargalos da relação.

Assuntos como Projeto Salobo, Alpa, Ferro Gusa Carajás, duplicação da Estrada de Ferro Carajás, Estação Conhecimento foram abordados, de forma a demonstrar as expectativas do municipio com as políticas da VALE e o retorno para a comunidade de investimentos sociais.

O secretário Italo Ipojucan destaca os principais eixos da discussão:

A frustração da comunidade com o distanciamento do Projeto Salobo e a quebra de compromissos assumidos por  ocasião da implantação do projeto não se concretizaram.O mercado local tem inexpressiva participação efetiva no projeto.

No episodio  ALPA, houve por parte da mineradora, a venda de ilusão. Estimularam o investimento da comunidade empresarial na ampliação dos seus negócios, da sua estrutura de forma a se preparar para receber o empreendimento. Várias e diversas palestras proferidas pelos executivos da ALPA, inclusive com estimulo a realização de seminários, apontavam para um momento impar a ser vivenciado pelo município. Era necessário se preparar. Empresários investiram, a comunidade se mobilizou, diversas ações para  capacitação de profissionais foi empreendida com a participação efetiva da ALPA para o momento, estudos foram realizados por agentes da comunidade no sentido de preparar a região para ser um novo corredor de desenvolvimento – tudo resultou em nada. A ALPA quebrou seu cronograma e hoje resta a terraplanagem, sem nenhuma previsão de continuidade visivel.

A Ferro Gusa Carajás, outro compromisso da VALE com a comunidade, conseguiu do governo estadual benefícios dentro do Distrito Indústrial,  em compensação, a planta iria demandar expressiva contratação de profissionais, naturalmente a ser contratada no município de Marabá. Meados do ano passado, sem nenhuma satisfação à comunidade, a VALE encerrou as atividades da planta, outra ação contrária aos anseios da sociedade, ávida por geração de empregos e fortalecimento do seu parque industrial.

Resta a duplicação da Estrada de Ferro Carajás, obra de suma importância para VALE dentro do seu plano estratégico de ampliação da produção de minério de ferro em Carajás e do S11D em Canaã.

Na reunião, o Prefeito Municipal apresentou as demandas sociais, os objetivos do município nessa reconstrução da relação, destacando a  responsabilidade da Vale dentro do contexto.

A formação de um grupo de trabalho, formado por secretários municipais e membros da VALE, restou como termo para acompanhar o resultado dos avanços concretos dessa ação, tendo em vista a mineradora ter solicitado um prazo para avaliação interna dos pleitos.