Hiroshi Bogéa On line

Seu deputado federal está realmente trabalhando para ajudar a melhorar seu município?

O blogueiro tem se dedicado, nos últimos dias, ao trabalho de levantar dados sobre a atuação dos parlamentares paraenses no Congresso Nacional.

O que eles fizeram, nesses três anos e alguns meses de mandato, se realmente cumpriram com afazeres mínimos prometidos durante as campanhas que os elegeram.

Como a pesquisa requer, não apenas esforços da parte do titular deste blog, mas – e principalmente! –  também das assessorias parlamentares, o trabalho tem sido mais longo do que o esperado já que muitos gabinetes de Brasília não tem respondido às consultas.

Ideia é confrontar os dados levantados pelo blogueiro e as informações advindas de deputados federais.

Como é impossível saber o que cada deputado federal prometeu durante a campanha, o blog está trabalhando sobre montante de recursos oriundos de emendas e de convênios, destinados pelo parlamentar aos municípios.

Analisando os números já levantados, há grata surpresa de um deputado federal que já destinou recursos a mais de cem municípios paraenses, provavelmente o que mais repassou grana de Brasília, e, mais importante, a quase todas as cidades do Pará.

Objetivo desse trabalho, já foi dito em post anterior, é oferecer ao eleitorado um mapa real sobre a atuação do político que mereceu seu voto.

E se valerá a pena, na eleição de outubro, repetir a dose.

Não há outra forma, mais eficiente e confiável, para mapear a qualificação de mandato do parlamentar brasileiro do que essa.

Raramente, e isso já faz muito tempo, veremos deputados federais exercendo algumas das principais funções do mandato, propondo, discutindo a aprovando leis de suas autorias, ou vê-los no plenário ou nas comissões debatendo sobre as políticas públicas ou medidas governamentais criadas por meio de leis.

Pior ainda, imaginá-lo fiscalizando as ações do Poder Executivo, uma das principais atribuições do Parlamento.

Mas, num país onde os recursos são centralizados em Brasília, é importante, sim, eleger um deputado federal para ir lutar à porta dos ministérios em busca de grana para melhorar a vida de populações.

Se o cara ganha uma eleição com o voto do eleitor, pelo menos nisso ele tem o dever de demonstrar a eficiência de seu mandato.

E caberá às populações dos municípios definir se vale a pena ou não, confiar de novo no deputado votado na eleição passada.

Na próxima semana, o blog divulgará o mapa dos recursos obtidos por deputados federais.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *