Hiroshi Bogéa On line

Ser ou o não Paraense

O empate de 2 X 2 contra o Campinense reforçou a gostosa suspeita de que o Águia, pode, sim, ficar com uma das quatro vagas à Série B do Brasileiro.

Que tal se as torcidas de Remo, Paissandu e Tuna fizerem sua partes, lotando o Mangueirão?

Post de 

13 Comentários

  1. El Cid

    29 de outubro de 2008 - 23:39 - 23:39
    Reply

    O jôgo entre Águia X Campinenese, está para comessar e me atrevo a profetizar, o nosso time vai ganhar de 3 x 0. Com ou sem torcida no estádio.
    Essa dor de cotovelo dos remistas e bicolores só tendem a aumentar de acordo com o sucesso do nosso Águia.

    El Cid

  2. Anonymous

    28 de outubro de 2008 - 20:15 - 20:15
    Reply

    Hiroshi, vamos largar de mão esse povo de Remo e Paissandu,quanto + se fala + se da valor a quem n merece, o q eles devem fazer é cobrar dos dirigentes a situação de penúria q estão vivendo, um q ha (04)anos atras estava na Libertadores da América e hj n consegue nem se classificar para as 8ª da Série C, o outro vai disputar campeonato de bairros pois n tem + Série pra ele ir, o q nos temos q fazer e criar uma comissão e juntarmos forças para reinvindicar junto as autoridades deste município com a criação da Secretaria de Esportes, a construção de imediato do Estádio “MARABAZÃO”, com capacidade de no mínimo 10.000 torcedores para q nos tenhamos possibilidades de disputar todos os campeonatos existentes no Brasil, e n ficarmos dependendo de ninguem para emprestar estádio para o nosso querido ÁGUIA possa disputar os campeonatos brasileiros,pbens Márcio, Jaime, Quaradouro pelas colocações, temos q nos unir + do q nunca por um só interesse q é elevar cada vez + alto o nome de nosso munícipio no contesto nacional. Um grande abraço a todos, ABELARDO ESTEVES

  3. Quaradouro

    27 de outubro de 2008 - 23:13 - 23:13
    Reply

    Bobô:
    Para mim, seria até conveniente que torcedores de Remo e Paysandu (excluo a Tuna porque ela não tem essas coisas)não fossem ver os jogos do Águia. Pra não dar azar…
    Aliás, o Águia deveria jogar em Belém com um galhinho de arruda debaixo da camisa, pra cortar inveja e mau olhado. Porque quem tá na merda, como os dois times ditos “titãs”, quiá quiá quiá, de tão macambúzia anda a turma do gargarejo deles pode transmitir uma urucubaca de matar.
    Cruz! Cruz Credo!

  4. Hiroshi Bogéa

    27 de outubro de 2008 - 21:28 - 21:28
    Reply

    Thelma, que bom ve-la de novo aqui. Então, todos pelo Águia.Bjs

  5. Hiroshi Bogéa

    27 de outubro de 2008 - 21:27 - 21:27
    Reply

    Marcio, estou nessa guerra também. Estádio já, urgentemente!

  6. Hiroshi Bogéa

    27 de outubro de 2008 - 21:26 - 21:26
    Reply

    Jayme, é isso aí, parceiro. Nada a moderar nem a acrescentar ao seu comentário. Perfeito.
    Um abs

  7. Hiroshi Bogéa

    27 de outubro de 2008 - 21:25 - 21:25
    Reply

    9:11 AM, tu tá falando de quê, hôme?!!

  8. Hiroshi Bogéa

    27 de outubro de 2008 - 21:24 - 21:24
    Reply

    9:13 PM, entendo sua dor. Mas nada posso fazer por ela. Apenas vibrar pelo Águia, que está no Octogonal beirando subir à Série B. O seu Remo, não, nem sabe se disputa a série D. Também não tenho inveja dessa situação do Leão Azul.
    Abs

  9. telmachristiane

    27 de outubro de 2008 - 19:02 - 19:02
    Reply

    Hiroshi, eu sou o que se pode dizer de TORCEDORA FANÁTICA E ANTIPÁTICA, aprendi isso com meu pai, que na falta de um filho homem eu acho(já que meu irmão nasceu bem depois) me levava ao Baenão pra torcer pelo Leão, com ele aprendi a ouvir todas as mesas redondas que tratavam sobre futebol, e até hj continuo ouvindo, sou mesmo uma torcedora fiel ao Leão, mas como Marabá foi a terra que me acolheu, tenho o Águia como meu segundo time, assim como meus pais e irmão que continuam na capital, portanto espero realmente que o Águia consiga esta vaga na série B e tenho torcido fervorosamente por isso.

  10. Anonymous

    27 de outubro de 2008 - 16:43 - 16:43
    Reply

    Hiroshi

    Entendo a sua angustia em ver o Estadio Olimpico do Pará lotado buscando uma união Paraense em torno do Àguia, Talvez o seu desejo demonstre no fundo da sua alma um desejo que ultrapasse o esporte, que o futebol vença a barreira do Barrismo caracteristica das nossas terras que seja chama Pará.
    Há tempos atrás, um pequeno grupo viu esta oportunidade , plantou uma semente e deu frutos após um trabalho competente de figuras idealistas de nossa terra,
    mas infelizmente em Belém o ciume, a falta de visão e a discriminação impera.
    Acredito que o Águia está demonstrando força e humildade ao colocar seu jogos no Mangueirão, vamos subir para segunda divisão com certeza e vamos decidir quem é quem no jogo das vaidades.
    Se somos tratados como meros visitantes em nossa própria Capital, tá na hora cortar de vez esse cordão umbilical, o Àguia está materializando a força de uma Terra,de um Povo, de um novo Estado.
    ATENÇÂO:
    Maurino, Asdrubal, Bernadeth, João Salame,Miguelito, voce , eu e todos………………
    Nosso Estadio JÁ , Urgente , Agora
    O Pagão Poeta(Ademir) pode sugerir o nome.
    ABC

    Marcio Spindola

  11. Anonymous

    27 de outubro de 2008 - 16:38 - 16:38
    Reply

    É pena que não temos um estádio com a grandiosidade do nosso futebol. Estamos cada vez mais convictos da classificação do Águia, que será penalizado a jogar em Belém e consequentemente sem torcida e sem receitas financeiras para manutenção e futuros investimentos.
    Está na hora de toda a sociedade marabaense levantar a bandeira da construção do novo estádio. O Águia já tem uma área de cerca 01 alqueire no loteamento Novo progresso que pode muito bem ser aproveitada para isto.
    Aos políticos, empresários e a população em geral cabe o empenho nesse novo desafio para o nosso município, como o Brasil é conhecido como a pátria de chuteiras, nada melhor que uma equipe de futebol para divulgar positivamente o nome de Marabá por todo o Brasil e que sabe no futuro até no exterior. Afinal de contas, depois que conquistarmos uma vaga na série B, temos que ir em busca da série A e não voltarmos para a C.
    Próximo ano também tem copa do Brasil.
    VAMOS EM FRENTE, MÃOS A OBRA

    Jayme Holanda

  12. Anonymous

    27 de outubro de 2008 - 12:11 - 12:11
    Reply

    Hiroshi, não fui correto contigo, ‘falei’ muitas coisas feias e indesejáveis, estou arrependido e envergonhado, peço desculpas a todas as pessoas ofendidas, prometo que jamais farei isso novamente com qualquer pessoa, peço clemencia.

  13. Anonymous

    27 de outubro de 2008 - 00:13 - 0:13
    Reply

    Sr. Bógea,

    Respeitosamente, lotar o Mangueirão nos jogos do Águia não não se amolda a um dilema desta natureza (ser ou não ser).

    Na verdade, em matéria de futebol, para a esmagadora maioria dos torcedores, o primeiro grande (e quase único) prazer é mesmo torcer pela vitória do próprio time. E o segundo, é a derrota do maior rival.

    Eu p. ex., com o alijamento do Clube do Remo no primeiro turno do Paraense deste ano, experimentei ir ao Mangueirão torcer pelo Águia contra o Ananindeua (afinal, além de gostar de futebol, as cores são até parecidas tanto as do Águia, quanto às do Ananindeua).

    Foi ótimo, um jogo disputado, o Águia ganhou etc. Mas, sinceramente, foi só… Não sentimos nenhuma emoção ou comoção, nem mesmo inveja. Vendo a euforia dos seus conterrâneos, morrendo de justificada alegria, até comentamos, eu e minha filha de 12 anos (há 8 vamos juntos aos estádios): até quando o Remo perde é mais emocionante.

    Não se decepcione, com os azulinos, bicolores e tunantes. Nada contra o Águia ou contra Marabá. A pouca freqüência ao Mangueirão, mesmo com ingressos a preços baixos, é só uma natural questão de falta de apelo emocional. Além do mais, com a situação em que se encontram Remo e paissandú a auto estima dos torcedores está em baixa. Daí, não há ânimo para ir lá dar esta força.

    Quanto ao futuro do Águia, tomara que ele consiga uma das quatro vagas na Segundona. Quem sabe, assim, fica mais fácil para o Remo cavar uma pra si na Terceira. Mas, para isso é preciso que faça o dever de casa, viu (e sem esperar que a galera dos “três” lote o Mangueirão).

    Um abraço.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *