Sensibilidade feminina

Publicado em 19 de novembro de 2007

Quem conhece a contextualização do pensamento da deputada federal Bel Mesquita (PMDB) não estranha depoimento como o que ela concedeu ao Diário do Pará a respeito da explosão demográfica esperada para os próximos três anos em Parauapebas, Canaã dos Carajás, Marabá e entorno, à reboque dos grandes projetos da Companhia Vale do Rio Doce:

Se, de um lado, os grandes projetos trazem a chance de crescimento, por outro é inegável o grande vazio de investimentos sociais. Precisamos de uma sensibilidade que está além do investimento financeiro. O Pará precisa investir em educação para que o saber faça a diferença no dia que acabar o minério”.

Bel Mesquita sempre defendeu esse ponto de vista. O blogger conhece a sua preocupação com a questão educacional. Observem quando ela diz: (…) para que o saber faça a diferença no dia que acabar o minério.

É a preocupação com o futuro das atuais gerações.

Quando foi prefeita, Bel investiu muito em Educação. Consolidou o Centro Universitário local e levou dignidade às salas de aulas do Ensino Fundamental.
Seus opositores negam isso. Os fatos, não!