Semma combatendo a poluição sonora

 

 

Em Marabá, o sossego público passa a ser patrimônio tutelado com maior rigor, de acordo com a secretaria municipal de Meio Ambiente (SEMMA), uma vez que, mesmo com procedimentos de apreensão e multas, infrações dessa natureza ocorrem de forma corriqueira e perturbadora, provocando a reação da administração municipal, a qual, não medirá esforços para coibir a poluição sonora.

Carlos Brito, secretário do Meio Ambiente, adverte que, a lei será devidamente aplicada, cabendo aos reincidentes, multa triplicada, bem como, processo judicial, resultando até mesmo em reclusão.