Hiroshi Bogéa On line

Seminário: Miguelito quebra pau com Davi Leal

 

 

O 22º Encontro sobre o Corredor Centro Norte, aberto hoje em Marabá, tem tudo para não terminar bem.

Ou nem terminar.

Hoje pela manhã, o vereador licenciado de Marabá, Miguelito Gomes (PP), Superintendente de Desenvolvimento Urbano do município, reagiu com dureza e, em determinado momento, agressividade até, ao contestar lerolero do secretário de Indústria e Comércio do Estado, David Leal, que revelou “dificuldades extremas” para a reativação das obras de derrocamento do rio Tocantins.

Promovido pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Corredor Centro Norte – ADECON, encontro foi idealizado para discutir a manutenção no PAC – Programa de Aceleração do Crescimento – das obras da Hidrovia, como derrocagem do Pedral do Lourenço e sinalização, além de um regime de eclusagem e volume de água na Barragem em Tucurui que garantam a produção de energia e também a navegação com segurança e continuidade.

Ao pressentir que o palestrante, no caso David Leal, estava levando com a  barriga a participação dos governos estadual e federal como garantidores da obra, Miguelito partiu para cima do servidor do governador Simão Jatene, causando reação generalizada, a seu favor, em  quem estava no encontro aguardando alguma posição relevante, no sentido de garantia da importante obra.

No auge da discussão, Miguelito ameaçou abandonar o plenário da Câmara Municipal, onde está sendo realizado o evento, ao mesmo tempo em que David Leal ficou constrangido, sentindo a os efeitos de sua decepcionante participação.

O clima continua tenso.

Ainda hoje, o blog voltará a se reportar sobre a questão.

——————

Atualizado às 16:22

 

O entrevero do vereador licenciado Miguelito Gomes ocorreu na parte externa do auditório da Câmara Municipal, no momento em que David leal concedia entrevista à um repórter.

O  poster checou esta tarde tudo o que ocorreu no encontro, durante o período matinal.  Em verdade, poucas pessoas chegaram a ver o esculacho do vereador.

Amanhã, o blogger publica mais informações sobre o 22º Encontro sobre o Corredor Centro Norte, inclusive, entrevista de Adão Proença,  Diretor de Infraestrutura Aquaviária do Dnit, que fala sobre o o futuro da hidrovia do Tocantins.

Sai ou não?

Também conversamos com Eduardo Lobato Carvalho,  vice-presidente do Sindicato dos Armadores do Estado do Pará-Sindarpa, que suspeita estar havendo conflito de interesses entre técnicos do Ministério de  Minas e Energia e o Dnit. Aqueles poderiam estar criando marolas para a hidrovia não ser construída.

Ela explicará as razões de suas suspeitas.

Post de 

6 Comentários

  1. A Força do SIM...

    23 de outubro de 2011 - 09:30 - 9:30
    Reply

    A questão é que realmente nos falta paciência com essas atitudes governamentais em relação à nossa região. Vcs não estão cansados disso tudo? Dessa enrolação? Se o parlamento é caixa de pandora, então a atitude do Miguelito simplesmente refletiu a reação popular se tivesse a oportunidade de fazê-lo…Duvido que o povão seria “polidinho”, educado com essa gente que vem aqui só discursar bonito e sair fora…

  2. ALFREDO CARLOS

    22 de outubro de 2011 - 18:25 - 18:25
    Reply

    Djalma,a ignorância,arrongancia não nos leva a nada,acho que o miguelito estava com algum problema quando teve aquela atitude vergonhosa para nós MARABAENSES.

  3. Convidado

    21 de outubro de 2011 - 18:39 - 18:39
    Reply

    Realmente o comentarista das 14:04 relatou fielmente o que ocorreu hoje pela manhã no prédio da Câmara, foi apenas uma grosseria do Miguelito (como aliás é do comportamento dele) para com o David Leal, e percebido por pouca gente, é lamentável esse tipo de comportamento, não acrescenta em nada.

  4. DJALMA GUERRA

    21 de outubro de 2011 - 16:36 - 16:36
    Reply

    Parabens ao Miguelito pois mostrou que ja estamos de saco cheio com tanto lero-lero por parte do governo com a região.
    Temos que protestar contra esta situação,fazendo um coro que chegue a Belem e Brasilia pois fazer a eclusa e não fazer a navegação no rio funcionar e crime de lesa patria.

  5. XXII Encontro

    21 de outubro de 2011 - 14:31 - 14:31
    Reply

    Caro Hiroshi,

    Ontem (21) o encontro se deu no pequeno auditório da Câmara. Estava lotado. E os participantes comentavam a performance de Miguelito. Parece que Miguel deu o tom pois, na participação do vice-presidente do Sindicato dos Armadores do Estado do Pará-Sindarpa, Eduardo Carvalho, a palestra foi contundente. Criticou a apatia das representações governamentais que vieram a Marabá, disse com todas as letras que se não houver derroamento, não haverá hidrovia coisa nenhuma, serão perdidas oportunidades de se exportar 9 milhões de toneladas de minérios; 4 milhões de toneladas de carvão; 4 de produtos siderúrgicos; 3 de grãos, 1 milhão de toneladas de celulose e outro tanto de cimento. Só faltou dizer que era balela tantos estudos e atrasos em cronogramas. Os estaleiros perderiam a oportunidade de construir 50 barcaças e 6 empurradores/ano, sem o derroamento não seriam viáveis os portos de Marabá,Imperatriz, Tucuruí, Cametá e a modernização de Vila do Conde. Foi um banho de agua fria na malemolência das palestras. Deu recados duros para os burocratas do DNIT,Antac,CDP,Governo do Estado e quejandos. No final, saiu aplaudidíssimo do auditório. Falou que tem o que dizer. Eduardo é a terceira geração de armadores. Começou com 16 anos a empresa do pai, que herdou do avô e agora deixa a empresa para as filhas. Quem não foi, perdeu uma grande oportunidade de saber o que realmente se dá nesta luta pela hidrovia do Araguaia/Tocantins.

  6. Marabaense da gema, presente ao ato

    21 de outubro de 2011 - 14:04 - 14:04
    Reply

    Hiroshi, a situação não foi bem essa. O David Leal fez, como participante da mesa como Asdrubal, João Salame, Irismar, etc. fizeram portanto um preâmbulo sobre os assuntos que seriam tratados no encontro. No final dessa primeira parte, na ante-sala do auditório, o David Leal estava concedendo uma entrevista quando foi grotescamente interrompido por Miguelito questionando ao representante do governo do Estado sobre a participação do Estado em todo esse processo de desenvolvimento da região. Na verdade, o David tinha colocado que estava falando a sua opinião pessoal.

    O que deveria ocorrer é o Miguelito questionar a posição do Estado ao Sr. David Leal quando esse senhor se pronunciar logo mais (às 15 hs.) no tema “Norte competitivo” pois aí estará falando como secretário de Estado.

    Como se sabe, nós todos temos o direito de discordar das posições e opiniões dos outros, o que não se deve é agir de forma grosseira e desrespeitosa com ninguém, pois ninguém tem esse direito, e esse vereador licenciado, como homem público deveria ser mais comedido e ter um pouco de educação. Além disso não houve essa história de que o tempo fechou pois o David não se alterou, mostrou pelo menos que tem equilibrio.

    É vergonhoso para nós marabaenses que na maioria das vezes não temos em nossas autoridades pessoas preparadas até para discordar dos outros, não sabem se comportar, não sabem se pronunciar, o que vamos conseguir com essas brutalidades? Apenas a aversão das pessoas para receber nossos pleitos, portanto esse tipo de comportamento é vergonhoso e não recebeu o apoio de ninguém.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *