Hiroshi Bogéa On line

Sema cancela licença de derrocamento da hidrovia

 

 

A cada dia aumenta o exército de gabirus contrários a implantação da hidrovia do  Tocantins.

Diário do Pará deste domingo denuncia  o Governo do Pará como um desses membros do clube de opositores ao projeto de canalização do trecho do rio, que vai de Itupiranga até a entrada do lago de Tucuruí.

De acordo com matéria assinada pelo repórter Luiz Flávio, “cancelamento da licença ambiental para o derrocamento do “Pedral do Lourenço”, no leito do rio Tocantins, ocorreu em dezembro de 2012 e foi informado através da notificação nº 42568/2012/Dilap (Diretoria de Licenciamento Ambiental de Atividades Poluidoras da Sema), e o processo (nº 2009/0000002047) foi arquivado na secretaria”.

Ou seja, a luta dos marabaenses e demais segmentos  do Estado interessados em viabilizar a hidrovia não será apenas contra alguns burocratas de Brasília.

O alvo agora é também o próprio governo do Pará, que já havia cancelado o edital de recuperação da pavimentação da Pa-150 entre Goianésia e Marabá, e agora se mostra nessa condição de atravancador da hidrovia.

Motivos para encorpar a luta pelo estado de Carajás surgem aos montes, alimentados pelo desinteresse governamental em corrigir as desigualdades sociais.

Matéria completa do Diário.

Post de 

52 Comentários

  1. Jv branco para Governador

    15 de fevereiro de 2013 - 15:52 - 15:52
    Reply

    Marcia Pereira…
    O governador com esta atitude só está fortalecendo a divisão do estado e o ódio do povo que mora aqui…..Contra ele mesmo e dificultando a situação dos que o defende….

  2. Jorge Antony F. Siqueira

    15 de fevereiro de 2013 - 00:17 - 0:17
    Reply

    É vero. Os políticos que aquí representam o Simão pescador(Tião Miranda/PTB, Beto Miranda/PSDB e outros tem que ser chamados às falas. 15.02.13, Mba.-PA.

« Comentários mais antigos

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *