Sem tempo para gaiatices

Publicado em 28 de junho de 2011

 

Animados, às vezes; desnecessariamente agressivos, na maioria das manifestações -, os grupos criados no Facebook para defender a instituição dos Estados de Carajás e Tapajós estão perdendo tempo gerando mensagens abusadamente inócuas – além de rancorosas.

Da mesma forma que não se pode aceitar a satanização de líderes defensores da divisão territorial – entre os principais, os deputados Giovanni Queiroz (PDT) e Asdrubal Bentes (PMDB) -, promovida pelos defensores do Pará , é deprimente ler textos, quase todos mal escritos, atingindo a honra do deputado Zenaldo Coutinho (PSDB), chefe da Casa Civil de Jatene.

É de extrema canalhice proceder como fazem – tanto de um lado, como de outro.

Os três políticos têm a virtude de nunca terem recuado em suas propostas.

Os dois primeiros, lutando pela aprovação da divisão; Zenaldo, dizendo não.

O Chefe da Casa Civil nunca ficou em cima do muro, como muitos outros que usam dois discursos: um para agradar os divisionistas – quando perambulam pelo Oeste e Sul do Estado; outro para mostrar o paraensismo genuíno -, andando pela Região Metropolitana.

O blog entende não haver mais espaço para gaiatices.

A hora é de convencimento, não de esculhambação.