Hiroshi Bogéa On line

Sem segurança, BB de Marabá é paralisado

Situação da mais pura sem-vergonhice, a falta de total segurança na agência do Banco do Brasil do Núcleo Cidade Nova, em Marabá. para clientes e funcionários. Há mais de quinze dias a porta giratório da agência não funciona, apesar da pressão de funcionários e do próprio Sindicato  dos Bancários do Pará e Amapá, para a solução do problema.

Pior: o ar condicionado da agência também não funciona.

Não seria injusto denominar as condições da agência como um pardieiro de enésima categoria.

Chatô onde funcionários fazem todo tipo de milgare para atender a clientela da instituição com o mínimo de diginidade.

Só que chega num ponto de tensão que a saída é paralisar tudo, como fizeram os servidores do banco.

Junto com a diretora Heidiany Katrine (foto), do Sindicato dos Bancários do Pará e Amapá, funcionários do Banco do Brasil em Marabá/Cidade Nova, paralisaram a agência, denunciando, também as péssimas condições de trabalho à DRT – Delegacia regional do Trabalho de Marabá, exigindo urgentes providências.

Diante da paralisação imposta pelos servidores, o gerente da agência, certamente ameaçado por pressão de seus superiores,  teima em atender alguns clientes, recebendo-os em leva de dez pessoas, enquanto um segurança da Norsergel, sem nenhuma arma, fica após a porta giratória com defeito, mantendo as aparências. Vigilante  encontra-se desarmado porque a Norsergel alega não ter armas de reserva para atender ao corajoso segurança lotado na Cidade Nova.

Vai ver, a Norgersel também virou um prostíbulo.

É outro pardieiro a merecer, como punição, uma greve de seus funcionários por serem contratados para dar segurança … desarmados.

Funcionários do BB e Heidiany Katrine: decisão de denunciar péssimas condições de trabalho.

Agência do BB de Marabá/Cidade Nova, lotada, sem
ar condicionado e sem porta de segurança.
Post de 

6 Comentários

  1. Anonymous

    7 de novembro de 2010 - 17:08 - 17:08
    Reply

    VC anônimo falou de loteamento? pois sim meu amigo, olhe fixamente e a atentamente para estes projetos de loteamentos em MARABÁ, pois quando a noite cai sobre eles todos veem uma verdadeira cidade bem iluminada e olhe que nao se vê um único poste com lâmpada queimada.
    Enquanto isso em minha e na sua rua estamos as escuras pagando por uma taxa de iluminação pública cara e o pior de tudo é qua não existe.

    Salve-nos ó Deus!!

  2. Anonymous

    7 de novembro de 2010 - 17:02 - 17:02
    Reply

    Minha mãe do Céu a febre de loteamentos em marabá tá solta!
    E falando em loteamento as mais de 1400 casas populares que estão em fase de acabamento lá no km 07 próximo a Morada Nova já possui seus proprietários e dizem as más bocas que não são gente de baixa renda não. Espero que os MINISTÉRIOS PÚBLICOS FEDERAIS E ESTADUAIS acompanhem e investiguem estes futuros moradores e proprietários destas chamadas CASAS POPULARES.

  3. Anonymous

    7 de novembro de 2010 - 16:56 - 16:56
    Reply

    Se todos pararem para refletirem irão perceber que a Marabá pioneira é um bairro sitiado da cidade pois está quase impossível você entrar e ou sair dele. Com relação aos Bancos da cidade não é só exclusividade do Banco do Brasil que o atendimento nao presta, já foram as casas lotéricas, aos caixas dos supernercados e de lojas que vamos lá pensando que iremos fugir de filas e dos maus atendimentosm caimos em outras armadilhas.

  4. Ulisses Silva

    6 de novembro de 2010 - 22:14 - 22:14
    Reply

    Estou desde quarta-feira tentando resolver um problema em minha conta e não consigo. Isso é um verdadeiro descaso com os clientes.

  5. Anonymous

    6 de novembro de 2010 - 21:13 - 21:13
    Reply

    É de se perguntar pra que serve uma coisa chamada Banco Central, e outra Ministério Público que como outras instituições pensam que Pará é só Belém. Palhaçada…

  6. Anonymous

    5 de novembro de 2010 - 22:40 - 22:40
    Reply

    Enquanto isso o consumidor/cliente que se f…Em 05.11.10, Marabá-PA.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *