Sem pegadas

Publicado em 29 de agosto de 2008

Sonolento, ao ritmo da maciez das águas, o par de sandálias descia o rio, sem deixar rastros.

Apenas a sombra refletida entre a superfície e o banco de areia.

A luz do Sol a tudo focava.